nsc
dc

Homofobia

Maurício Souza tem contrato rescindido com time mineiro após comentários homofóbicos

O Minas Tênis Clube, onde jogava o atleta, decidiu retirá-lo da equipe após vídeo de desculpas nas redes sociais frisar que "defender o que acredita não é homofóbico"

27/10/2021 - 16h26

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
Maurício estava até então apenas afastado do time
Maurício estava até então apenas afastado do time
(Foto: )

As portas se fecharam para Maurício Souza. Após ser retirado da seleção brasileira de vôlei, o jogador não está mais no time em que jogava atualmente, o Minas Tênis Clube. O contrato foi rescindido pelo clube na tarde desta quarta-feira (27) depois que o jogador postou um vídeo de desculpas em seu Instagram e frisou que "ter opinião e defender o que se acredita não é ser homofóbico e nem preconceituoso".

Até então, o atleta estava apenas afastado da aquipe do Minas. O time tinha pedido que o jogador se retratasse por comentários homofóbicos e pagasse uma multa para ser reintegrado na equipe. 

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

> Atleta da Seleção Brasileira pede desculpas por postagem homofóbica

- Vim aqui para pedir desculpas a todos que se sentiram ofendidos com a minha opinião, por eu defender aquilo que eu acredito. Não foi a minha intenção. Assim como vocês defendem o que vocês acreditam, eu também tenho o direito de defender o que eu acredito. E precisamos brigar por isso - disse ele. 

Após a publicação, o atleta teve seu contrato finalizado com a equipe do Minas Tênis Clube.

Maurício Souza já havia sido retirado da seleção brasileira. Segundo Renan Dal Zotto, treinador da equipe, é "inadmissível" a conduta que teve o jogador.

- Eu sou contra qualquer tipo de preconceito, homofobia, racismo. E se tratando de seleção brasileira, não tem espaço para profissionais homofóbicos - disse ele ao jornal O Globo.

O episódio não afetará a equipe brasileira, conforme explicou o técnico. 

- Não tem ninguém convocado ainda, eu lamento a polêmica. Não se pode admitir esse tipo de episódio - frisou.

Após ter contrato rescindido, Maurício voltou às redes sociais para avisar aos seguidores sobre a decisão do time e afirmou que segue seu caminho "plantando o que acredita". 

> Mauricio Souza, do vôlei, agradece apoio de Bolsonaro

- Meu legado continua! O que deixarei para meus filhos e netos é o que conta no final - escreveu ele em publicação. 

O presidente Jair Bolsonaro reagiu, na manhã desta quarta-feira (27), após saber da decisão de afastamento do jogador do time. 

- Puta que o pariu, impressionante né? Tudo é homofobia, tudo é feminismo - afirmou o chefe do executivo ao criticar ação. 

Bolsonaro ainda não se posicionou após a rescisão do contrato.

Leia também

Quem é Douglas Souza, do vôlei, que virou o queridinho das redes sociais nas Olimpíadas

Homem reage a ofensas homofóbicas em BC com "mata-leão"; assista

SC registra sete denúncias por dia de injúria racial

Colunistas