nsc

Literatura infantil

Médica de Florianópolis lança livro infantil sobre xixi na cama

Livro “O menino que dormia na banheira” orienta pais a ajudarem crianças com enurese noturna

15/05/2021 - 13h19 - Atualizada em: 15/05/2021 - 13h29

Compartilhe

Juliana
Por Juliana Gomes
Livro orienta pais sobre enurese noturna
Livro orienta pais sobre enurese noturna
(Foto: )

A médica Silvana Deodato acaba de lançar o livro infantil "O menino que dormia na banheira – Uma história sobre xixi na cama". Com o livro, ela orienta pais, educadores e profissionais da saúde para ajudarem crianças que têm enurese noturna, ou seja, acabam urinando na cama. No CBN Sábado Show deste 15 de maio, Silvana explicou que o problema é bastante comum e tem tratamento.

- Há bastante casos, só que é um assunto que não se fala muito. Muitas famílias têm vergonha de falar sobre isso e acabam não procurando ajuda, repreendendo a criança, tentando esconder. Por isso, também, eu achei importante falar a respeito, para sensibilizar sobre o assunto - explicou Silvana.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

Conforme a médica, até os cinco anos, a criança fazer xixi na cama não é considerado um problema, pois ela ainda está na fase do desfralde, mas se ocorrer a partir desta idade, o caso precisa ser investigado.

- Pode ser problema da anatomia da criança, do aparelho urinário e também tem a questão hereditária. Até no livro, o menino comenta que ouviu dizer que o pai dele também fazia xixi na cama (quando criança), os meninos também são mais afetados. Tem a questão psicológica, mas antes de dizer que é psicológico é preciso investigar - alertou.

Silvana Deodato mora em Florianópolis, fez residência em Medicina de Família e Comunidade, com Ano Adicional em Gestão e Preceptoria.

Ouça a entrevista:

Leia mais:

> SC se prepara para um 'novo' decreto de combate à pandemia nos próximos dias

> Eficácia da fiscalização é a opção de Moisés no combate à pandemia em SC

> SC está em alerta para nova onda na pandemia de Covid-19, diz secretário

Colunistas