nsc
dc

Política

Ministro da Educação diz que acesso a universidade "deveria ser para poucos"

Milton Ribeiro defendeu institutos federais e disse que "tem muito engenheiro ou advogado dirigindo Uber"

10/08/2021 - 15h24

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
Ministro da Educação ainda deu declarações controversas sobre política de cotas
Ministro da Educação ainda deu declarações controversas sobre política de cotas
(Foto: )

O ministro da Educação, pastor Milton Ribeiro, defendeu que as universidades deveriam “ser para poucos”. Para ele, o principal investimento no setor deveria ser em institutos federais que disponibilizam formação técnica.

Distritão, voto impresso, volta das coligações: o que está em jogo na reforma política

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

— Tem muito engenheiro ou advogado dirigindo Uber porque não consegue colocação devida. Se fosse um técnico de informática, conseguiria emprego, porque tem uma demanda muito grande — ponderou.

As declarações do ministro foram dadas durante entrevista ao programa Sem Censura, da TV Brasil, canal estatal do governo federal, na noite de segunda-feira (9). O ministro ainda deu declarações controversas sobre a Lei de Cotas, que reserva parte das vagas para determinados estudantes como negros e alunos da rede pública. Ele disse que são os "pais dos 'filhinhos de papai' que pagam impostos e sustentam a universidade pública".

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total

Leia também

Saiba como funciona a segurança da urna eletrônica no Brasil

Voto impresso: enquete do DC aponta que 71,6% das pessoas são contra a proposta

Desfile de blindados em Brasília polui o ar com cheiro de golpe

Colunistas