nsc
    dc

    Grande Florianópolis

    Ministro da Infraestrutura promete entrega do Contorno Viário em 2022

    Tarcísio Gomes de Freitas visitou obras do complexo na tarde desta segunda (17) e garantiu que entraves estão solucionados

    17/06/2019 - 17h21 - Atualizada em: 17/06/2019 - 20h20

    Compartilhe

    Por Guilherme Simon
    Ministro citou a complexidade da obra, que inclui a construção de quatro túneis
    Ministro observa mapa da obra, acompanhado do governador, na tarde desta segunda (17)
    (Foto: )

    A novela do Contorno Viário da Grande Florianópolis ganhou uma nova previsão de desfecho: o segundo semestre de 2022 - dez anos depois da data prevista inicialmente. O prazo foi estipulado pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, que visitou trechos da obra na tarde desta segunda-feira (17).

    O último cronograma da concessionária Arteris, responsável pelo contorno, previa a entrega em dezembro de 2021. No entanto, nos últimos meses, a empresa já admitia que não seria possível cumprir o estabelecido. Entre os motivos, a troca da empresa que executa os trabalhos e os problemas enfrentados para a liberação dos serviços no trecho de Palhoça.

    Durante a visita desta segunda, no entanto, o ministro da Infraestrutura garantiu que os entraves estão sendo solucionados e disse acreditar que será possível cumprir o novo prazo de entrega.

    — As questões de licenciamento estão superadas e as intervenções estão sendo aprovadas pela Agência Reguladora, o que nos permite estabelecer um cronograma de 36 meses de obras a partir daqui — afirmou Tarcísio Gomes de Freitas.

    Acompanhado do governador Carlos Moisés, Tarcísio percorreu trechos do complexo e, depois, concedeu entrevista no entroncamento com a Rodovia SC-281, em São José. No local, ele também conversou com prefeitos de cidades da Grande Florianópolis sobre os impactos e as peculiaridades da obra.

    Trabalho complexo e tarifa mais alta

    O ministro reconheceu que o trabalho é complexo, e que as dificuldades incluem desde o tipo de solo da região até a construção de mais quatro túneis, mas afirmou que atuará para que o cronograma seja mantido.

    — Da nossa parte, nós vamos correr com as aprovações de projeto, com as aprovações de orçamento, e, claro, cobrar da concessionária a efetiva mobilização. Então, eu tenho certeza que a gente vai entregar essa obra em 2022 — frisou.

    Ele também admitiu que, devido às mudanças no projeto inicial do contorno, a conclusão da obra virá acompanhada de um aumento na tarifa de pedágio na BR-101.

    — Algumas modificações de traçado foram necessárias, o que gerou a necessidade de três túneis a mais do que o previsto inicialmente. Isso demanda um reequilíbrio financeiro do contrato e, obviamente, tem um reflexo na tarifa — disse Tarcísio.

    O ministro da Infraestrutura segue cumprindo agenda em Florianópolis durante a manhã desta terça (18), quando deve inaugurar a terceira faixa da Via Expressa e visitar as obras do novo terminal de passageiros do aeroporto da Capital.

    A obra

    O Contorno Viário será uma rodovia duplicada nos dois sentidos com 50 quilômetros de extensão e promete desafogar o trânsito no perímetro urbano da BR-101 na Grande Florianópolis. O início é no Km 175 da rodovia, no limite entre Governador Celso Ramos e Biguaçu, e termina no Km 220 , próximo ao posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Palhoça.

    Apesar da BR-101 ainda ser a rota de cerca de 145 mil motoristas, especialistas consideram que o contorno desviará grande parte dos caminhões e carretas que passam pela Grande Florianópolis, responsáveis por cerca de 20% do fluxo.

    Prazos

    A novela do Contorno Viário inclui anos de audiências públicas e judiciais, reuniões e julgamentos e diferentes cronogramas e prazos. O primeiro estipulado previa a entrega em 2012, conforme o contrato de concessão da BR-101. Mas, após a necessidade de alterações no projeto, a obra só começaria mesmo em 2014.

    Após o início dos primeiros trabalhos, a expectativa era concluir o complexo em março de 2017, o que não se concretizou. Depois, o prazo passou para 2019, também sem ser cumprido. A última previsão indicava o término em dezembro de 2021.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Política

    Colunistas