Chegou ao fim o mistério sobre uma urna com restos mortais deixada no balcão de um bar de Itapema há um mês. Segundo o proprietário do estabelecimento, um rapaz se apresentou como filho da pessoa cremada e levou o vaso embora nesta quinta-feira (15).

Continua depois da publicidade

Inscreva-se e receba notícias de Itajaí e região pelo WhatsApp

O jovem teria contado a Ademilson Quaresma que o pai morreu há 48 dias e o outro filho, bastante consternado com o falecimento, acabou perdendo o item. A família só descobriu o paradeiro da peça após a repercussão sobre o objeto achado no Bar do Zico.

— Veio o filho dele buscar. Me agradeceu muito. Foi um irmão dele que estava transtornado, não estava bem. Talvez tenha sido ele que deixou a urna no meu bar — relata Ademilson.

O dono do bar conta que o filho contou sobre a intenção de levar as cinzas do pai para Israel, onde moram parentes.

Continua depois da publicidade

— São uma família muito bem-sucedida, família toda de empresários. Pediram pra não falar mais sobre isso, está muito recente. Pai dele faleceu, ele se emocionou quando pegou a urna e foi embora — detalha.

VÍDEO: Trabalhadores ficam pendurados a 10 metros de altura em Itapema e escapam da morte

O susto

O dono do bar relembra que o objeto foi deixado no local por um homem que parou para comprar uma água. Zico diz que o cliente chegou a questionar se ele gostava de objetos antigos enquanto pedia a bebida, e que ele respondeu positivamente.

Quando achou que o vaso, chegou a pensar que era para flores, pois nunca havia visto uma urna funerária. Uma cliente foi quem avisou do que se tratava o item. Dentro havia um papel com o nome da pessoa cremada.

— Eu não sabia que era de um morto, senão nem tinha tocado naquilo — afirma.

Fotos revelam como era Itapema no passado

Continua depois da publicidade

Leia mais

Trabalhador usa escavadeira e salva colega prensado por placa de ferro em Itapema

Como projeto de SC transforma vidas com simples banho de mar: “Cada um tem uma história”

Destaques do NSC Total