nsc
hora_de_sc

Meio ambiente

Moradores atingidos por alagamento na Lagoa da Conceição fazem reivindicações à Casan

Famílias formaram comissão e apresentaram em reunião na Câmara de Vereadores solicitações como contratação de empresa independente para avaliar prejuízos

08/02/2021 - 18h05 - Atualizada em: 08/02/2021 - 18h11

Compartilhe

Por Redação NSC
Reunião na Câmara de Vereadores abriu negociações entre companhia de água e moradores atingidos por rompimento de lagoa, em Florianópolis
Reunião na Câmara de Vereadores abriu negociações entre companhia de água e moradores atingidos por rompimento de lagoa, em Florianópolis
(Foto: )

Moradores atingidos pelo rompimento de uma lagoa de tratamento da Casan na Lagoa da Conceição, em Florianópolis, formaram uma comissão e se reuniram pela primeira vez com representantes da companhia estadual de água na manhã desta segunda-feira (8). O encontro ocorreu em uma sessão intermediada pela Câmara de Vereadores da Capital, onde uma comissão foi formada para acompanhar o assunto.

> Como será a fila de vacinação dos idosos contra o coronavírus em SC

A comissão tem cinco integrantes e representa as famílias moradoras da servidão Manoel Luiz Duarte, transversal da Avenida das Rendeiras, que foram atingidas com o rompimento da lagoa de 5 milhões de litros de água, no final de janeiro.

Neste primeiro encontro, a comissão entregou um documento com cerca de 20 reivindicações à Casan. Entre os pedidos está o de contratação de uma empresa independente para levantamento dos prejuízos, o custeio de cuidados médicos para as famílias e a contratação de um vigilante para o local.

O documento já havia sido entregue pelos moradores, mas eles não haviam recebido nenhum retorno. A comissão de moradores e a Casan começaram a discutir também um edital para indenização dos atingidos, que originalmente previa um adiantamento de R$ 10 mil para indenizar as famílias atingidas.

As reivindicações formalizadas na Câmara nesta segunda devem ser avaliadas na primeira reunião de trabalho, marcada para a tarde desta terça-feira (9), com vereadores, membros da autarquia e da comissão de moradores, na sede da Casan.

> Receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp

Entenda o caso

No dia 25 de janeiro de 2021, uma lagoa de tratamento da Casan, com cinco milhões de litros de água, se rompeu e provocou alagamentos em mais de 30 casas na região da servidão Manoel Luiz Duarte, transversal da Avenida das Rendeiras, a principal rua da Lagoa da Conceição, em Florianópolis. Casas foram comprometidas e carros também ficaram debaixo d’água.

> Famílias atingidas por rompimento de lagoa em Florianópolis serão ressarcidas

Muitos moradores precisaram ser resgatados por bombeiros e deixaram suas casas. O caso é investigado pelo Ministério Público Federal, Polícia Civil e pela própria Casan, que conduz uma apuração interna. A Casan já foi multada e também ganhou prazo para depositar um adiantamento da indenização para os moradores atingidos. Agora, o assunto passa a ser discutido entre a companhia de água e a comissão de famílias atingidas.

* Com informações da NSC TV

Leia também

> Casan sabia do risco de vazamento em lagoa artificial desde 2017

Investigação apura suposto desleixo da Casan na Lagoa da Conceição, na Capital

"Nenhum técnico previu o risco de rompimento", afirma engenheiro

Colunistas