nsc
an

Inusitado

Moradores de Joinville recusam vacina da Covid ao tentar escolher marca do imunizante

Plano de imunização não permite que a pessoa decida qual vacina quer tomar. Cidade atualmente aplica doses da Coronavac, Astrazeneca e Pfizer

26/05/2021 - 10h32 - Atualizada em: 26/05/2021 - 11h07

Compartilhe

Patrícia
Por Patrícia Della Justina
Vacina contra Covid-19
Vacina contra Covid-19
(Foto: )

Joinville tem registrado uma situação inusitada nos pontos de vacinação contra a Covid-19. Em entrevista à rádio CBN Joinville, o secretário da Saúde Jean Rodrigues relatou que muitas pessoas chegam aos locais no horário do agendamento, mas escolhem por não tomar a vacina porque a dose não corresponde à desejada. Com isso, além de tomar a vez de outras pessoas que poderiam receber a imunização, também há desperdício de dinheiro público, segundo Jean. 

> Receba notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

- Isso gerou algumas situações de constrangimento também com vacinadores - acrescentou. 

Jean explica que o município segue o Plano Nacional de Imunização, o qual não permite, neste momento, a escolha de qual dose as pessoas queiram tomar. O município está aplicando na primeira dose as vacinas Pfizer e AstraZeneca. Já a Coronavac no momento é aplicada apenas para quem precisa da segunda dose. 

Ainda de acordo com Jean, mesmo assim o município não invalida a vez das pessoas que decidiram por não tomar no primeiro agendamento. 

> As diferenças entre as vacinas da Pfizer, Astrazeneca e Coronavac

- Todo mundo sabe que são esses três tipos de vacina e o nosso Programa Nacional de Imunização não tem a situação de poder escolher a vacina, mas também não estamos fazendo a pessoa perder a vez. Se ela chegar lá e não quiser tomar, ela pode reagendar e aplicar em outro momento - detalha. 

Ele reforça a importância da conscientização da população com relação a essa situação. 

- O importante é que a gente imunize, não importa qual seja a vacina. Todas elas estão entregando o que prometeram. Então a gente tem que conscientizar e tomar a vacina no momento do agendamento. Economiza tempo das pessoas, dinheiro público e evita situações estressantes - destaca. 

> Mitos e verdades sobre os efeitos colaterais da vacina contra Covid-19

> Veja mapas e dados da vacinação por cidade

Ainda segundo Jean, o município trabalha para fornecer o detalhamento da vacina no momento em que a pessoa realiza o agendamento no site da Prefeitura de Joinville. No entanto, é um processo difícil de acontecer porque as doses são distribuídas em diferentes pontos de vacinação e, por esse motivo, dependem da logística. 

- É difícil precisar porque fazemos gestão de dose por dose para não haver descartes no fim do dia e, muito menos, deixá-las paradas durante o dia - considera. 

Leia também: 

> Joinville vacina 75% das pessoas com comorbidades contra Covid; mais horários serão oferecidos

> Vacinação contra Covid é suspensa em Jaraguá do Sul por falta de doses

Colunistas