nsc
    dc

    Coronavírus

    Morre padre Luiz Neis vítima de Covid-19 no Oeste de SC

    Natural de Itapiranga, ele atuou como coroinha do Papa João Paulo II em Roma

    19/03/2021 - 10h02

    Compartilhe

    Maria Eduarda
    Por Maria Eduarda Dalponte
    Padre Luiz Neis começou e terminou sua jornada religiosa em Itapiranga
    Padre Luiz Neis começou e terminou sua jornada religiosa em Itapiranga
    (Foto: )

    O padre Luiz Neis, 62 anos, morreu na madrugada desta sexta-feira (19) vítima da Covid-19. Natural de Itapiranga, no Oeste de Santa Catarina, ele atuava na paróquia São Pedro Canísio desde 2018. Sem vagas em cidades mais próximas, o páraco faleceu na UTI do Hospital São Braz - São Camilo, em Porto União.

    > Vice-prefeito de São Ludgero, Benício Warmeling morre vítima de Covid-19

    > Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

    A Diocese de Chapecó lamentou o seu falecimento e, o prefeito de Itapiranga, Alexandre Ribas decretou luto oficial por três dias no município.

    Neis começou a apresentar sintomas no dia 6 de março e procurou atendimento em uma unidade de saúde de Itapiranga. Ele foi orientado a seguir o isolamento domiciliar. O teste para confirmar a infecção não foi feito na ocasião. 

    No dia 10, o padre teve uma piora e foi ao Hospital Sagrada Família para ser atendido com urgência. Devido ao agravamento do quadro, ele precisou ser transferido para o Hospital Regional Terezinha Gaio Basso, em São Miguel do Oeste, onde foi intubado no pronto-socorro à espera de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

    No dia seguinte, Neis conseguiu uma vaga pela Unimed na UTI do hospital de Porto União e ficou internado por uma semana. Na quinta-feira (18) a paróquia foi informada que ele havia apresentado uma melhora, mas às 4h de sexta, o padre faleceu no hospital.

    A vida do Pe. Luiz Neis

    Dos seus 62 anos de vida, Luiz Neis dedicou 43 à religião. Seus estudos iniciais foram em Itapiranga, mas o padre passou por diversas cidades do Brasil e chegou a ser coroinha do Papa João Paulo II em Roma.

    > Falta de medicamentos para pacientes com Covid é grave em hospitais de Chapecó, Criciúma e Tubarão

    O pároco atuou em João Pessoa, Belo Horizonte, Roma, Santiago do Chile, Cuiabá, Pelotas, Porto Alegre e terminou sua vida religiosa em Itapiranga, cidade de seu nascimento. Neis deixa dois irmãos, Afonso e Roque Neis.

    *Com supervisão de Raquel Vieira

    Leia também

    SC deve fiscalizar máscaras para multa não cair em descrédito

    Tubos de oxigênio desaparecem de hospital na Grande Floripa

    Novas restrições em SC devem incluir multa de R$ 500 para quem não usar máscara

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas