nsc
an

Saúde

Norte de SC tem dois leitos públicos de UTI Covid-19 disponíveis para 26 cidades

Índice de ocupação é o maior do Estado, superando a região Oeste, que vive um colapso no sistema de saúde

22/02/2021 - 14h38

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
uti coronavírus nos hospitais
UTIs para pacientes com coronavírus são em áreas exclusivas dos hospitais para evitar contaminação
(Foto: )

A região Norte de Santa Catarina tem apenas dois leitos públicos de UTI para Covid-19 disponíveis para moradores de 26 cidades — incluindo os municípios do Planalto Norte. Segundo os dados do governo do Estado, atualizados na manhã desta segunda-feira (22), a ocupação é de 98,48%.

 ​> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

Os números colocam o Norte de SC como a região com maior ocupação de leitos de UTI públicos e exclusivos para pacientes com coronavírus em todo o Estado. Ela está à frente da região Oeste, que vive um momento de colapso no sistema e tem 98,1% de ocupação.

Alerta em SC: Moisés e prefeitos vão discutir medidas contra o coronavírus

A região Norte tem 132 leitos ativos para Covid-19, sendo 130 ocupados neste momento. Há uma vaga disponível no Hospital São José, em Joinville, e outra no Hospital Santa Cruz, em Canoinhas, de acordo com os dados do Estado.

As outras cidades da região com leitos ativos de UTI Covid-19 estão com 100% de ocupação. São elas: Jaraguá do Sul, Mafra, Canoinhas, Rio Negrinho e Porto União.

Monitor da vacina: acompanhe os dados de imunização em SC

Ocupação dos leitos públicos de UTI por região:

- Planalto Norte e Nordeste - 98,48%

- Grande Oeste - 98,10%

- Grande Florianópolis - 96,18%

- Sul - 93,98%

- Meio Oeste e Serra Catarinense - 92,45%

- Foz do Rio Itajaí - 91,92%

- Vale do Itajaí - 83,08%

> Gaúchos fecham praias e restaurantes na divisa com SC para conter Covid-19

Sem previsão de novos leitos 

Joinville e Jaraguá do Sul são as duas cidades mais populosas, com mais leitos ativos na região, assim como o maior número de mortes e casos confirmados da doença. No entanto, as duas prefeituras informaram que não têm planos para abertura de novas vagas nos hospitais públicos.

Segundo a Prefeitura de Jaraguá do Sul, o maior problema da cidade para abrir novos leitos é a falta de mão de obra qualificada. Caso aumente ainda mais o número de pacientes em estado grave que precisam de internação na unidade de terapia intensiva, há possibilidade do município precisar levá-los para outras regiões do Estado.

Leia também

Mulher de 41 anos morre por Covid em casa nos braços de marido e filhos em Florianópolis

Noiva com câncer realiza sonho e casa dez dias antes de morrer

Colunistas