Uma obra de Blumenau que se arrasta, incomoda e pode até trazer riscos à saúde, denunciam moradores. A situação da creche inacabada na Rua Jardim Germânico, na Itoupavazinha, preocupa quem vive na região. O Santa foi até o local e encontrou esgoto a céu aberto, focos com larvas de mosquitos em água parada e sinais de deterioração na estrutura.

Continua depois da publicidade

> Receba notícias do Vale do Itajaí pelo WhatsApp

Marlene Floriano, 65 anos, mora ao lado do CEI Elfrida Fischer Vieira, que começou a ser construído em 2016, com investimento que chega a R$ 1,8 milhão, conforme o portal da transparência da prefeitura. No meio do caminho, problemas burocráticos forçaram a interrupção dos trabalhos e, além da falta da unidade no bairro, os moradores tiveram de lidar com outras consequências do atraso.

À noite, revela Marlene, a creche vira ponto de encontro para usuários de drogas. Atrás da unidade em construção, a água acumulada em buracos de canos viram criadouros de larvas de mosquitos no momento em que a cidade vive uma infestação histórica de dengue.

A moradora diz que uma equipe de agentes de endemias já passou pelo lugar em outro momento para retirar os focos, mas a água voltou a acumular e o problema se repetiu.

Continua depois da publicidade

Creche na Rua Jardim Germânico
Creche na Rua Jardim Germânico – (Foto: Patrick Rodrigues )
Dona Marlene mostra esgoto que invade o terreno dela e da creche
Dona Marlene mostra esgoto que invade o terreno dela e da creche – (Foto: Patrick Rodrigues )
Água podre ao lado do muro da creche
Água podre ao lado do muro da creche – (Foto: Patrick Rodrigues )
Creche da Rua Jardim Germânico
Creche da Rua Jardim Germânico – (Foto: Patrick Rodrigues )
Esgoto para em frente à unidade
Esgoto para em frente à unidade – (Foto: Patrick Rodrigues )
Focos de mosquitos no terreno
Focos de mosquitos no terreno – (Foto: Patrick Rodrigues )
Larvas de mosquitos, segundo análise de especialista
Larvas de mosquitos, segundo análise de especialista – (Foto: Patrick Rodrigues )

O mato toma conta do espaço, que já tem rachaduras e sinais de estragos nas paredes causados pelo tempo e desuso.

A tubulação que traz o esgoto das casas atrás da creche e que passa ao lado do muro da unidade de ensino parece ter rompido, o que faz com que o material invada até a garagem do imóvel da idosa, principalmente em dias de chuva forte. O fedor é constante, a ponto de a mulher e os inquilinos evitarem abrir as janelas das residências, conta.

— Fica dia e noite correndo essa água podre. Sou uma senhora, tenho medo de pegar alguma doença — lamenta.

A água para em uma poça em frente à creche, do lado de dentro do tapume erguido para isolar a obra. A BRK Ambiental, responsável pelo tratamento de esgoto na cidade, disse que essa área da Itoupavazinha não é atendida pela empresa. A responsabilidade, então, é da prefeitura.

Continua depois da publicidade

O que diz a prefeitura

Sobre a obra em si, a prefeitura informou via assessoria de imprensa que a aprovação de um termo aditivo no contrato está em fase final, o que possibilitará que a obra seja retomada. A expectativa é que isso aconteça no próximo mês.

Sobre as larvas de mosquitos e mato, a Secretaria de Educação solicitou que a empresa responsável pelo serviço, que também deve manter o espaço, faça uma limpeza no local. Não foi explicado por que o problema se repetiu mesmo após a ida de agentes. 

Em relação ao esgoto, após ser procurada pela reportagem, a Secretaria de Conservação e Manutenção Urbana informou nesta quarta-feira (13) que uma equipe irá ao local para avaliar a situação.

Creches inacabadas

O CEI da Jardim Germânico é uma das seis creches que começaram a ser construídas entre outubro de 2016 e março de 2017. O objetivo era solucionar o problema de falta de vagas em Blumenau. Diversos contratempos atrasaram o andamento dos trabalhos, o principal deles a falta de repasse por parte do governo federal, responsável pelo investimento.

Continua depois da publicidade

O município então assumiu as obras. Três delas foram entregues, nos bairros Glória, Água Verde e Passo Manso. Para terminar as demais, a gestão aguarda a aprovação dos aditivos contratuais. Confira quais são as três obras inacabadas:

CEI Prof. Jacó Anderle

Rua Rodolfo Sestrem, s/n, Itoupavazinha

Iniciada em: março/2017

CEI Elfrida Fischer Vieira

Rua Jardim Germânico, Itoupavazinha

Iniciada em: outubro/2016

Valor total: R$ 1.894.629,28

Execução: 87%

CEI Prof. Leonides Westarb

Rua Antônio Treis, Vorstadt

Iniciada em: outubro/2016

Valor total: R$ 1.894.629,28

Execução: 87%

​Dengue em Blumenau

Em situação de emergência por conta da dengue, Blumenau registra 2.013 focos do mosquito Aedes aegypti. São 351 casos confirmados e outros 1.220 que aguardam resultado de exame. Se chegar a 1.050 contaminados, a cidade viverá uma epidemia da doença.

Conforme último levantamento da prefeitura, 21 moradores estavam internados em hospitais da cidade na segunda-feira (11). Desse total, 19 em enfermaria e dois em UTI. Todos considerados casos suspeitos. Uma morte está sendo investigada.

Com todo esse cenário, o município montou uma força-tarefa para combater o mosquito. Ações de limpeza e orientações serão intensificadas a partir desta quarta-feira (13).

Continua depois da publicidade

Assista

Leia também

Cidades da região de Blumenau preparam manifesto eleitoral inédito

Escolas particulares de Blumenau visitarão as públicas com piores notas no Ideb

Evento em Blumenau com cervejarias ao ar livre é adiado

Destaques do NSC Total