nsc
an

Crime

Pai que matou filha estrangulada em Guaramirim vai a julgamento

Menina de 5 anos foi morta por estrangulamento

04/08/2022 - 16h14

Compartilhe

Lucas
Por Lucas Paraizo
Evelyn morreu após ser estrangulada pelo pai no dia 12 de junho
Evelyn morreu após ser estrangulada pelo pai no dia 12 de junho do ano passado
(Foto: )

Foi marcado para o dia 30 de agosto o julgamento do homem acusado de matar a própria filha estrangulada em Guaramirim, no Norte catarinense. O crime ocorreu em junho do ano passado e o pai confessou o crime ao ser preso.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A menina tinha 5 anos de idade na época e, segundo a investigação, foi morta pois o pai não aceitava o término do relacionamento com a esposa, mãe da criança. Em depoimento, ele alegou que "não suportava" ver o sofrimento da filha com a separação.

Evelyn Vitória Modrok foi estrangulada com uma camiseta e morreu em casa. Depois do crime, o pai ainda tentou cometer suicídio. Em depoimento na época, a mãe da criança relatou que o casal estava separado há cerca de seis meses e a guarda da menina era compartilhada.

O homem vai responder pelo crime de homicídio triplamente qualificado, por motivo torpe (não aceitar o fim do relacionamento), asfixia e por cometer o crime mediante recurso que tornou impossível a defesa da vítima (por ser uma criança sem força para se proteger).

O caso está na 2ª Vara da comarca de Guaramirim, com a juíza Tatiana Cunha Espezim.

Leia também

Quatro pessoas são presas suspeitas de aplicar golpe do seguro em Joinville e região

Suspeitos de assassinar radialista são presos em Canoinhas

Torcedor do Vasco envolvido em briga na Arena Joinville é absolvido

Colunistas