nsc

Cultura

Páscoa: veja o significado de alguns símbolos da celebração

Autora do livro Páscoa explica que a data é anterior a Cristo e perpassa a cultura de muitos povos

03/04/2021 - 13h18 - Atualizada em: 04/04/2021 - 09h47

Compartilhe

Juliana
Por Juliana Gomes
Ovos de páscoa representam a vida nova e a fartura
Ovos de páscoa representam a vida nova e a fartura
(Foto: )

Neste sábado santo (3), o CBN Sábado Show conversou com Lídia Hanke Santos, autora do livro Páscoa. Segundo a pesquisadora, esta celebração vai além dos aspectos religiosos e perpassa a cultura dos povos desde antes de Cristo.

> Receba notícias de Florianópolis e região no seu WhatsApp

- A Páscoa tem uma tradição muito antiga e foi recebendo significados no decorrer dos anos. A gente tem notícia de povos como os gregos, os simérios, babilônios, os celtas (celebrando a Páscoa). Muito antes do nascimento de Cristo, para os celtas, por exemplo, tinha uma grande significação de vida, de eles terem alimentos, caça, pesca. Então, na primavera (período de páscoa) eles comemoravam - contou Lídia.

> Saiba onde comprar o ovo de Páscoa mais barato em Florianópolis

No livro, a autora também aborda a Páscoa dos judeus, que celebram a fuga da escravidão do Egito, a passagem pelo deserto, que durou 40 anos, rumo à Terra Prometida.

- Na quinta-feira Santa, Jesus fez uma ceia judaica com os apóstolos, onde introduziu a Eucaristia - relatou.

Ouça a entrevista:

Outra tradição do período pascal, a malhação de Judas, também é parte da cultura de muitas cidades, para lembrar o apóstolo que traiu Jesus. Entre os símbolos religiosos, estão o fogo novo, feito nas missas, e depois usado para acender o Círio Pascal, usado para bênção da água, que é parte da cerimônia do batismo. Além disso, o pão, o vinho e a cruz.

- Temos ainda os símbolos que são muito antigos, como o coelho, que vem dos rituais celtas, ele é o primeiro animal a sair da toca na primavera, tem grande fertilidade e significava que seria um bom ano, teriam boas collheitas. Não tem nada a ver com o cristianismo ou judaismo, é um símbolo pagão - explicou Lídia.

Conforme a pesquisadora, as antigas civilizações viam também que durante a primavera havia uma grande fartura de ovos. Por isso, passaram a colori-los com a beterrra e a cebola.

- Por isso, o ovo passou a representar essa fartura. Na religião católica, esse ovo veio representando a vida nova, que é o Cristo - afirmou.

Leia mais:

> Veja o que abre e o que fecha no feriadão de Páscoa em Florianópolis

> Páscoa tem significado mais marcante em meio à pandemia de coronavírus

> Lockdown em SC e no Brasil é discussão improdutiva

Colunistas