nsc
dc

Dinheiro na conta

Pix: o que é e como funciona a forma de pagamento

Dúvidas sobre a segurança das operações assombram usuários

31/08/2021 - 13h15

Compartilhe

Brenda
Por Brenda Bittencourt
Pix foi criado pelo Banco Central do Brasil
Pix foi criado pelo Banco Central do Brasil
(Foto: )

Desde que foi liberado no Brasil, em novembro de 2020, o Pix tem gerado dúvidas sobre a segurança, o que é e como funciona a nova forma de pagamento que não utiliza moeda. Os pagamentos por Pix são feitos totalmente on-line através de uma chave cadastrada pelo usuário.

> Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

O Pix é um meio eletrônico e instantâneo de pagamentos e transferências bancárias que foi criado pelo Banco Central do Brasil. Transações bancárias podem ser feitas pelo celular a qualquer hora e dia, a partir de conta-corrente, poupança ou de pagamento.

Como funciona o Pix

O Pix é uma funcionalidadeque aparece no aplicativo de celular dos clientes de bancos, instituições financeiras e outras empresas de pagamento. Na hora de fechar uma transação - pagamento ou envio de dinheiro - basta escolher o Pix no aplicativo como forma de fazer a operação. 

Para concluir a transação o usuário irá precisar informar a Chave Pix de quem receberá o dinheiro (CPF/CNPJ, e-mail, telefone ou chave aleatória). Todos os dados necessários para a transferência serão gerados automaticamente, não sendo necessário preencher as informações para a concluir a transferência do valor.

> Golpe do PIX agendado é verdade? Entenda

Como cadastrar o Pix

Qualquer pessoa que tenha conta em banco, plataforma de pagamento ou fintech (startups de tecnologia que oferecem serviços financeiros) pode usar o Pix.

Cadastrar o Pix é rápido e gratuito. O cadastro é feito dentro do aplicativo ou Internet Banking de conta que já é utilizada pelo usuário. Por determinação do Banco Central, as instituições financeiras têm que deixar visível o ícone de acesso ao Pix, por isso é fácil identificar onde acessar.

Para utilizar o serviço, é necessário cadastrar pelo menos uma “Chave Pix”, que é a forma de identificação do cliente. A chave estará diretamente ligada aos dados pessoais e bancários do usuário.

A pessoa pode escolher as seguintes chaves para o Pix:

  • CPF ou CNPJ;
  • E-mail;
  • Celular
  • Chave aleatória (combinação de letras e números gerada aleatoriamente).

Existe ainda o QR Code, que pode ser utilizado para fazer compras ou pagamentos No entanto, é necessário ter uma Chave Pix cadastrada para utilizá-lo. O QR Code pode ser estático (gerado para uma única transação) ou dinâmico (gerado para várias transações).

Uma pessoa pode ter uma Chave Pix cadastrada em cada banco que utiliza, ou até mesmo utilizar diferentes chaves pix em um só banco.

> SC movimentou mais de R$ 83 bilhões em transferências por PIX; veja o ranking

Benefícios de utilizar o Pix

O Pix tem inúmero benefícios para que utiliza o formato de pagamento criado pelo Banco Central. De acordo com a próprio criador, os principais objetivos do meio de operações financeiras são:

  • Aumentar a velocidade de pagamentos e transferências financeiras;
  • Aumentar a competitividade e eficiência do mercado;
  • Baixar o custo, ampliar a segurança e melhorar a experiência do cliente;
  • Incentivar o pagamento eletrônico no varejo;
  • Promover a inclusão financeira.

> Golpe do Pix agendado: como funciona e por que a polícia de SC emitiu alerta

Segurança do Pix

O Pix tem procedimentos de segurança que exigem a comprovação de identidade e senha sempre que outra pessoa que não seja o titular tentar usar a chave. 

Um criminoso não pode cadastrar o CPF da vítima na própria conta, já que cada conta só permite um CPF cadastrado.

No caso do telefone celular, o cadastro só é possível se o aparelho estiver em posse do dono. O sistema exige uma identificação dupla: senha do banco e código enviado por SMS. 

Se o usuário optar por utilizar o e-mail, ele receberá uma mensagem dentro do aplicativo de própria instituição financeira em que tem o cadastro do Pix.

Caso um criminoso tente usar a chave aleatória, o usuário receberá uma mensagem informando a tentativa de uso, bastando não confirmar o registro da chave.

> Pix terá limite nas transferências para evitar roubos e sequestros

Leia também

Melhores apps e planilhas para organizar finanças em 2021

Vazamentos de dados: saiba se o seu nome foi usado para abrir contas ou pedir empréstimos

Golpe do WhatsApp, boleto falso e fraude bancária: conheça os crimes digitais mais comuns

Colunistas