nsc
dc

Estado de saúde

PM baleado em assalto em Criciúma respira sem ajuda de aparelhos

Jeferson Luiz Esmeraldino teve melhoras das funções renal e hepática e iniciou dieta líquida, informou Polícia Militar

07/12/2020 - 09h26

Compartilhe

Por Guilherme Simon
PM baleado em assalto em Criciúma
O policial militar Jeferson Luiz Esmeraldino, baleado durante o mega-assalto em Criciúma
(Foto: )

O policial militar que foi baleado durante o assalto ao Banco do Brasil em Criciúma na madrugada de terça-feira (1º) já respira sem a ajuda de aparelhos, informou a Policia Militar nesta segunda (7). Jeferson Luiz Esmeraldino, de 32 anos, segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São João Batista.

> Quadrilha levou cerca de R$ 80 milhões de banco em Criciúma, diz delegado

Ainda de acordo com a PM, o policial teve melhoras das funções renal e hepática, e apresentou exame neurológico dentro dos padrões da normalidade para o período de avaliação. Jeferson também já iniciou dieta líquida.

O soldado foi atingido no abdômen ao se deparar com o comboio que havia atacado a sede do 9º Batalhão da Polícia Militar de Criciúma. A viatura que ele estava seguia até a agência bancária para averiguar o disparo de alarme, quando soube do ataque ao quartel. Ao retornar, houve o confronto.

Esmeraldinho realizou três cirurgias no abdômen. Natural de Tubarão, o PM atua na 3ª Companhia na área do 9º BPM, e entrou para a corporação em 2016.

Leia também

> Rádio de Criciúma recebeu ameaças durante assalto e precisou interromper transmissão

> Novo cangaço: o que é o termo usado para ação de quadrilhas em SC

> Quadrilha teria ficado na região de Criciúma por ao menos 3 meses para planejar assalto, indica investigação

Colunistas