nsc
    dc

    Pandemia

    Pousada na Praia do Rosa é proibida de promover baladas; Justiça autoriza apenas som acústico e voz e violão

    Durante Carnaval, Praia da Ferrugem protagonisou mais um episódio de desrespeito às medidas contra o coronavírus

    18/02/2021 - 17h23 - Atualizada em: 18/02/2021 - 17h34

    Compartilhe

    Clarissa
    Por Clarissa Battistella
    Praia do Rosa protagonisa episódios de desrespeito às medidas do coronavírus
    Pessoas foram dispersadas em ruas e estabelecimentos durante o carnaval naPraia do Rosa
    (Foto: )

    Um bar e pousada da praia do Rosa, em Imbituba, no Litoral Sul de SC, foi proibido de realizar baladas e shows após ser denunciado por provocar aglomerações e descumprir medidas sanitárias de combate à pandemia do coronavírus. Agora, conforme determina a decisão da Justiça de Santa Catarina, despachada nessa quarta-feira (17), será permitido apenas som acústico, com limite de público.

    > Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

    > Bebê de 1 mês morre por covid-19 em Chapecó

    Em decisão liminar, o juiz Welton Rubenich, titular da 2ª Vara da comarca de Imbituba, determinou que o estabelecimento deixe de promover shows e festas, como vinha fazendo com frequência, segundo denúncia do Ministério Público de SC. Ainda, a determinação impõe ao estabelecimento que restrinja suas atrações, respeitando o limite máximo de 50 pessoas no ambiente, com distância mínima de 1,5 metro entre as mesas.

    > Fim de semana de Carnaval em SC é marcado por stas clandestinas e aglomerações

    Em Imbituba, as medidas sanitárias determinam ocupação máxima de até 50% da capacidade para bares e até 20% para baladas (com o público sentado). Estabelecimentos precisam fechar até 2 horas da madrugada e as caixas de som nas ruas estão sendo recolhidas pela PM.

    Aglomerações e desrespeito

    A Praia do Rosa já foi alvo de outras medidas contra aglomerações e desrespeito às regras sanitárias em outras ocasiões. Durante o feriadão do Carnaval, um estabelecimento comercial foi fechado por causa da aglomeração. 

    A Vigilância de Saúde informou que vários lugares foram penalizados com multa, além da interdição de um estabelecimento e da advertência recebida por outro. Todas as imagens de desrespeito às regras durante o feriadão ainda foram incluídas em um dossiê e entregues ao Ministério Público de SC, pela prefeitura. 

    No fim do ano passado, cenas de aglomeração voltaram a ser registradas no município. Moradores e comerciantes locais relataram, à época, um grande número de pessoas, a maioria jovens, reunidos à noite na região do chamado Centrinho. Fotos e vídeos que circularam na época, mostravam as pessoas sem máscaras e agrupadas.

    Em outubro do ano passado, a Praia do Rosa protagonizou mais um episódio de aglomeração e descumprimento de medidas contra a covid-19. Dessa vez, além dos registros no centrinho, durante a noite, também ocorreram agrupamentos excessivos na orla da praia.

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Cotidiano

    Colunistas