nsc
dc

Games

Presente no TUeS, veja como funciona o cenário competitivo de Clash Royale

Com um cenário competitivo bem estabelecido, o Clash Royale é um jogo mobile que conquistou milhares de fãs pelo mundo

30/09/2021 - 12h33

Compartilhe

Por Matheus Dal Prá
Nova Esports conquistou o Clash Royale League 2018.
Nova Esports conquistou o Clash Royale League 2018.
(Foto: )

Desde o seu lançamento, o Clash Royale veio se estabelecendo com um jogo de cenário competitivo pelo mundo. Falaremos um pouco sobre os maiores campeonatos do mundo, além do cenário no Brasil e também em Santa Catarina. O sonho de todas as equipes com certeza é chegar em um Clash Royale League, o maior torneio da modalidade. No cenário universitário, o Torneio Universitário de eSports é um campeonato que se destaca na revelação de jovens jogadores.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp​ ​> Mansão de Joinville reúne gamers com milhões de seguidores

O cenário mundial e o Clash Royale League

Talvez uma das ligas mais estruturadas dos eSports, a Clash Royale League (CRL) é um destaque quando falamos de cenário competitivo nos esportes eletrônicos. Por meio de regiões, as equipes duelam em busca de chegar a grande final da CRL. As regiões que estavam presente nas disputas das fases pré-mundial eram: China, restante da Ásia, Europa, América do Norte e América Latina. O Brasil conseguiu em 2018 ter a Keyd como vencedora da América Latina e vice-campeã do Clash Royale League, perdendo para equipe chinesa da Nova.

Em 2021, algumas mudanças foram divulgadas na estrutura do CRL, separando em três etapas.

1. Corrida de Troféus: essa primeira etapa consiste em um modo competitivo mensal no próprio jogo, onde os 1000 melhores jogadores do mundo (em número de troféus) garantem uma vaga para o qualificatório mensal. A corrida de troféus acompanha a temporada em andamento do jogo, então você conseguirá se basear no tempo restante para realizar as batalhas.

2. Classificação Mensal: a segunda etapa é a Classificação Mensal, aqui estarão os 1000 melhores classificados da Corrida de Troféus. Tendo uma duração de dois dias, os melhores jogadores se enfrentam no modo de duelo. Atenção, para essa etapa, os jogadores deverão acessar o portal do torneio no site oficial e realizar a inscrição, com a necessidade de uma conta na plataforma do torneio. No site, você irá escolher um horário para disputar uma chave no formato suíço, sendo que o segundo dia da competição serão 8 grupos com 4 jogadores no formato de todos contra todos, o melhor jogador de cada grupo avança à final mensal.

3. Final Mensal: A terceira e última etapa é a Final Mensal. Os jogadores que venceram seus oponentes e alcançaram uma das melhores posições, disputarão entre si em formato de eliminação dupla em dois dias de disputa.

> Conheça a AAAEU, equipe participante do Torneio Universitário de eSports

> Cenário feminino de eSports: um desafio em busca de igualdade e reconhecimento

Após o término das três etapas, a Classificação Final entra em ação. Essa etapa é uma chave de eliminação simples para determinar os últimos 8 classificados que avançarão para o Clash Royale League 2021. Os jogadores que ficaram classificados entre o 25° e 56° lugar competirão aqui. Esses oito, se juntam com os outros 24 jogadores de maior pontuação e estarão presentes na Final Mundial, com mais de um milhão de dólares de premiação.

Cenário no Brasil e em Santa Catarina

O Brasil consegue ter um cenário competitivo de Clash Royale. A Copa Brasileira de Clash Royale teve sua segunda edição concluída em abril deste ano, grandes organizações costumam participar, como é o caso da Virtue Gaming e Ceará eSports. A Copa conta com Série A e Série B e 20 times na disputa. Na edição de 2020, organizações como INTZ e paiN Gaming estiveram na disputa.

Copa Brasileira de Clash Royale ajuda no incentivo das equipes brasileiras no país
Copa Brasileira de Clash Royale ajuda no incentivo das equipes brasileiras no país
(Foto: )

Em 2018, a seleção Brasileira conquistou o Nations Cup de Clash Royale, em estilo parecido com a Copa do Mundo, os brasileiros derrotaram os venezuelanos na grande final. O grande destaque nacional é Lucas "LucasXGamer" Vinicius Batista Rocha, o jogador já venceu as temporadas 5 e 6 do Clash Royale League 2021. Outros nomes como Samuel "Bassotto" Henrique e Sergio "Surgical TS" Gonçalves se destacam, com passagens por paiN Gaming e Keyd.

Em Santa Catarina, podemos citar o Torneio Universitário de eSports como um dos grandes campeonatos com jogadores do estado na disputa. Presente desde a edição de 2017, o jogo é muito praticado pelo público universitário, isso faz dele um diferencial nas disputas. Lembrando que as inscrições já foram encerradas, com os primeiros jogos acontecendo no dia 02 de outubro, sendo que as finais das conferências A e B serão disputadas no dia 06 de outubro e a grande final do TUeS no dia 07.

Leia também:

> O cenário competitivo de Rocket League no Mundo, Brasil e Santa Catarina

> Torneio Universitário de eSports: conheça o Rocket League, modalidade presente na competição

> Conheça Ricardo "Cadinho" Thisted, manager de CS:GO da ATCTC Krakens

Colunistas