nsc
dc

Flexibilização

Rio de Janeiro anuncia datas para liberar máscara, boates e público em estádios; entenda

Plano de reabertura tem três fases, entre setembro e novembro, mas vai depender da cobertura da vacinação

29/07/2021 - 17h34

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou plano de reabertura nesta quinta-feira (29)
Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou plano de reabertura nesta quinta-feira (29)
(Foto: )

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, e o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, anunciaram nesta quinta-feira (29/7) o plano de flexibilização das medidas de restrição contra a Covid-19. Denominado “Rio de novo, um ano de reencontros”, o plano será dividido em três etapas e foi classificado como “conservador” pelo prefeito e pelo secretário. O início das ações dependerá da cobertura vacinal.

Como será o primeiro evento-teste de SC com show da Camerata em Florianópolis

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Na primeira etapa, prevista para 2 de setembro, poderão ser liberados estádios, boates, danceterias e casas de show, com 50% de público vacinado com as duas doses ou dose única. Também estão previstos eventos em ambientes abertos, sem limite de público. Para essa etapa, a cidade deve ter 54% da população adulta totalmente vacinada e 91%, com pelo menos uma dose.

Para 17 de outubro, está prevista a segunda etapa de flexibilização, com liberação de 100% de público em estádios, boates, danceterias e casas de show. Na terceira fase, marcada para 15 de novembro, estão previstos a livre circulação, sem restrição de capacidade e distanciamento, e uso de máscara obrigatório apenas em transporte público e estabelecimentos de saúde. Para que isso ocorra, 90% da população adulta precisa estar totalmente vacinada, e 93%, pelo menos com a primeira dose.

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total

Leia também

Bares, máscaras e reações: veja 15 perguntas e respostas sobre a vacina contra Covid-19

Funcionária de Brusque fura quarentena para ir viajar, perde emprego e leva multa

Quais os riscos de não tomar a segunda dose de vacina da Covid-19

Colunistas