nsc
dc

Imunização

SC precisa vacinar 40% da população contra a gripe em 20 dias para atingir objetivo de 2022

Baixa adesão à vacinação contra a gripe é influenciada, segundo a Dive, por causa de fake news

08/06/2022 - 16h45 - Atualizada em: 09/06/2022 - 08h47

Compartilhe

Diane
Por Diane Bikel
Vacinação da gripe em SC começou no dia 28 de março
Vacinação da gripe em SC começou no dia 28 de março
(Foto: )

A menos de 20 dias para a finalização da campanha de vacinação contra a Influenza em Santa Catarina, o Estado ainda precisa imunizar 40% da população para atingir o objetivo final da campanha em 2022. 

> Receba notícias do DC via Telegram

Até esta quarta-feira (8), apenas 51% da população estava vacinada. A estimativa é de que pelo menos 90% dos catarinenses estejam imunizados contra o vírus até o fim do prazo, que já foi prorrogado e agora termina em 24 de junho.

Em 2021, segundo dados da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), 70% da população de Santa Catarina recebeu a vacina contra a gripe dentro do período de campanha, que durou cerca de dois meses.

Neste ano, a vacinação teve início em 28 de março e, nesta semana, o Estado estendeu a vacinação para toda a população a partir dos seis meses de idade. Até então, apenas grupos prioritários estavam aptos a receber o imunizante na rede pública. O Estado não possui registros da vacinação separada por grupos e nem das doses aplicadas na rede privada.

> SC terá medidas restritivas se não avançar na vacinação

A baixa adesão à vacinação contra a gripe acontece desde os últimos anos, segundo a Dive. Isso por alguns fatores específicos, conforme explica, como a propagação de fake news sobre a eficácia das vacinas e a falsa segurança dos pais em relação às crianças vacinadas ao achar que elas não têm risco de adoecer gravemente.

Instabilidade no sistema

Os dados da vacinação contra a Influenza em Santa Catarina foram atualizados nesta quarta-feira após cerca de uma semana de instabilidade no sistema do Ministério da Saúde, de onde demandam os registros. Segundo o que informou a pasta em nota, o problema já foi resolvido no início da semana e os dados estão em processo de atualização.

A Dive afirmou que os dados repassados ao Diário Catarinense são atualizados.

Posso tomar vacina da gripe e Covid juntas?

Santa Catarina autorizou a aplicação da vacina da gripe e Covid-19 no mesmo dia e afirmou que os imunizantes podem ser recebidos de forma simultânea.

> Um em cada quatro municípios está em alerta máximo para Covid-19 em SC; veja lista

Conforme o virologista Daniel Mansur, receber as vacinas juntas não causa nenhum efeito adverso.Os anticorpos são gerados contra cada tipo de vírus e o sistema imune consegue discernir que são situações diferentes, segundo ele.

— Tomamos mais de uma vacina juntas o tempo todo. A tríplice viral, por exemplo, é contra sarampo, caxumba e rubéola. A diferença é que foi feita em uma formulação para dar em uma dose só — explica.

O Estado sugere que ao procurar o centro de vacinação para aplicação da dose da Covid-19, os catarinenses já tomem a vacina da gripe ou outras necessárias no caderno de vacinação.

Leia também

Novos sintomas da Covid-19 são descobertos e diagnosticados

Emergências de SC seguem com sobrecarga, e pacientes relatam demora: "Não deram previsão"

Colunistas