nsc
an

Luto

"Sempre sorrindo e pronta para ajudar", diz irmã sobre mulher que morreu de dengue em Joinville

Karina Santos Moreira, de 33 anos, foi uma das três pessoas que já morreram por causa da doença na cidade em 2021

21/05/2021 - 17h39

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Karina Santos Moreira
Karina Santos Moreira tinha 33 anos e atuava como professora em um CEI
(Foto: )

A professora Karina Santos Moreira, de 33 anos, foi uma das três pessoas que morreram por dengue em Joinville em 2021. Ela ficou quase duas semanas internada na UTI e não resistiu às complicações da doença, deixando o marido e duas filhas.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Em entrevista à NSC TV, Cristiane dos Santos Moreira falou sobre a dor de perder a irmã para a dengue e também recordou das melhores qualidades de Karina. Segundo ela, a irmã sempre foi uma companheira, guerreira e estava pronta para ouvir qualquer pessoa.

- A Karina era um exemplo de pessoa, sempre sorrindo e pronta para ajudar qualquer um. Uma pessoa muito simples, de um sorriso muito fácil. Uma mãe que dava a vida pelas filhas - conta.

> Dengue mantém avanço em Joinville e já são mais de 4 mil casos em 2021

Ela era casada há 15 anos e tinha duas filhas, de 6 e 7 anos. Além de ser uma mãe exemplar, Karina também era muito estudiosa e trabalhava o dia inteiro como professora em um CEI, segundo a irmã Cristiane.

- Explicar para elas (filhas) que a mãe está no céu, como uma estrelinha, e que não poderão dar o presente de Dia das Mães que elas compraram para a Karina, é muito difícil. Mas vou lutar até o fim para criar as meninas dela - desabafa.

Karina foi diagnosticada com dengue em 1º de maio, após ficar oito dias afastada do trabalho por causa dos sintomas. Ela procurou atendimento médico, realizou o exame e o resultado apontou a presença da doença. Ela deu entrada na unidade e foi direto para UTI, devido à condição debilitada.

> Joinville tem um caso de dengue por hora em 2021, em média

Karina Santos Moreira morreu no último dia 13
Karina Santos Moreira morreu no último dia 13
(Foto: )

Luta pela vida

Foram 13 dias internada no tratamento intensivo até receber a notícia de que tinha conseguido um transplante de fígado, já que o órgão havia sido totalmente comprometido. Ela chegou a ser levada até o Hospital São José, mas faleceu antes de realizar o procedimento.

- Ela era muito jovem, não tinha doença nenhuma para complicar tanto assim. Vivemos 13 dias esperançosos de que ela ia voltar, mas infelizmente não resistiu - lamenta Cristiane.

> "Tudo que foi feito até hoje não surtiu resultado", diz secretário sobre combate à dengue em Joinville

Segundo a irmã, as pessoas precisam lembrar dos perigos da dengue e tomar os cuidados em casa para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença. Ela reforça que se cada um fazer a sua parte, as mortes não acontecerão mais.

- Eu estou aqui hoje para mostrar para as pessoas que é muito doido perder uma pessoa que você ama, que era sua alma gêmea, sua companheira por um mosquito que devastou ela.

Orientações contra a proliferação

- evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usá-los, coloque areia até a borda;

- guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;

- mantenha lixeiras tampadas;

- deixe os depósitos d’água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;

- plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água;

- trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;

- mantenha ralos fechados e desentupidos;

- lave com escova os potes de comida e de água dos animais no mínimo uma vez por semana;

- retire a água acumulada em lajes;

- dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em banheiros pouco usados;

- mantenha fechada a tampa do vaso sanitário;

- evite acumular entulho, pois ele pode se tornar local de foco do mosquito da dengue;

- denuncie a existência de possíveis focos de Aedes aegypti para a Secretaria Municipal de Saúde;

- caso apresente sintomas de dengue, chikungunya ou zika vírus, procure uma unidade de saúde para o atendimento.

Leia também:

> Câmara de Joinville vai reforçar pedido de repasse a hospital; chances são remotas

> Funcionária que inventou ataque é demitida de escola em Massaranduba

> Motorista morre após bater em carreta na BR-280, em Rio Negrinho

Colunistas