nsc
    dc

    Investigação

    Servidores da Celesc são presos em operação contra ligações clandestinas de energia em SC

    Ação da Delegacia de Crimes Ambientais da Deic cumpre 12 mandados de prisão e 12 de busca e apreensão nesta sexta

    16/10/2020 - 07h06 - Atualizada em: 16/10/2020 - 12h53

    Compartilhe

    Por Guilherme Simon
    Operação Habite-se 3
    Operação 'Habite-se 3' cumpre ao todo 24 mandados em cidades da Grande Florianópolis
    (Foto: )

    Servidores da Celesc (Centrais Elétricas de Santa Catarina) estão entre os alvos de uma operação da Polícia Civil deflagrada na manhã desta sexta-feira (16) contra ligações irregulares de energia em Santa Catarina. A ação cumpre 12 mandados de prisão temporária e 12 de busca e apreensão em cidades da Grande Florianópolis.

    > Suposto esquema de fraudes contra a Celesc é alvo de operação policial em SC

    Segundo a Polícia Civil, os 12 alvos dos mandados de prisão foram detidos. Entre eles, ao menos duas pessoas são servidores da Celesc. A Polícia Civil também informou que a empresa colaborou com a investigação.

    Esta é a terceira fase da operação “Habite-se”, que apura um esquema de ligações clandestinas de energia elétrica. A ação é realizada pela Delegacia de Crimes Ambientais da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), e é coordenada pela delegada Beatriz Ribas.

    — Uma organização criminosa está instalada na região da Grande Florianópolis, facilitando ligações clandestinas em imóveis irregulares e permitindo ocupação irregular do solo urbano. A Polícia Civil vem trabalhando há mais de um ano no sentido de combate a essa organização criminosa, que envolve servidores públicos e servidores terceirizados que prestam serviço para a Celesc — declarou a delegada Beatriz Ribas.

    Ainda de acordo com ela, agora a polícia vai analisar os documentos e objetos apreendidos durante a operação e dar continuidade à investigação.

    Segundo a Polícia Civil, as investigações apontam para a suspeita de existência de uma organização criminosa, que se utilizaria de fraudes para realizar instalação elétrica em imóveis irregulares em diversos bairros de Florianópolis.

    Os crimes investigados nesta fase da operação são: corrupção ativa, corrupção passiva, organização criminosa, parcelamento irregular do solo, tráfico de influência e furto de energia elétrica.

    > Suspeito de matar mulher com corte no pescoço em Florianópolis é preso no RS

    Em nota, a Celesc informou que "está colaborando com as investigações, inclusive com informações prévias" e destacou que "ligação irregular é crime e oferece risco à vida."

    Operação Habite-se 3
    Policiais cumprem mandados de prisão e de busca e apreensão na Grande Florianópolis
    (Foto: )

    Deixe seu comentário:

    Últimas notícias

    Loading... Todas de Polícia

    Colunistas