nsc
dc

Efeitos da chuva

Temporal deixa diversas cidades de SC sem energia elétrica

O município de Schroeder, no Norte Catarinense, chegou a ficar quase inteiro sem luz, com 7.726, das 7.797 unidades consumidoras com interrupção no abastecimento

23/11/2021 - 16h22 - Atualizada em: 23/11/2021 - 20h13

Compartilhe

Gabriela
Por Gabriela Figueiredo
Até as 17h, quase 45 mil imóveis registraram queda da energia elétrica
Até as 17h, quase 45 mil imóveis registraram queda da energia elétrica
(Foto: )

O temporal com granizo e vento forte que atingiu Santa Catarina no início da tarde desta terça-feira (23) deixou diversas cidades do Estado sem luz. Por volta das 17h quase 45 mil imóveis registraram queda da energia elétrica. Segundo a atualização mais recente, às 21h, a energia na maioria das unidades já tinha sido reestabelecida.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Segundo a Celesc, o município de Schroeder, no Norte Catarinense, chegou a ficar quase inteiro sem luz, com 7.726, das 7.797 unidades consumidoras com interrupção no abastecimento. 

O Médio Vale do Itajaí também registrou queda em boa parte dos municípios ao longo da tarde. Blumenau chegou a ficar com mais de 27 mil lugares sem energia elétrica. A segunda cidade mais afetada é Chapecó, no Oeste de Santa Catarina. Até as 17h, a Celesc registrou 851 interrupções de luz na cidade, o número às 21h, caiu para 56 imóveis sem energia. 

> Destaque da semana; Ciclone próximo de SC

Em nota, a Celesc explicou que ventos fortes fizeram vegetação e outros objetos atingirem a rede elétrica, e interromper o fornecimento em alguns municípios da Grande Florianópolis. Segundo a empresa, até as 18h15, equipes continuavam trabalhando para reestabelecer a energia. A atualização mais recente, às 21h, apontou que após o trabalho, apenas 0,05% das unidades ainda estão sem energia. Veja a nota na íntegra no fim da matéria. 

Além da falta de luz, o vento forte e a chuva de granizo causaram grandes estragos em Canelinha, na Grande Florianópolis. No município, o temporal destelhou escolas, casas e postos de saúde. Já em cidades do Litoral Norte, como Itapema, as pedras parecem ter dado apenas um susto, com fotos e vídeos registrados pelos cidadãos

Nota da Celesc

"A Celesc informa que a queda de vegetação e objetos na rede elétrica que atende a Grande Florianópolis, incluindo a Capital e os municípios de São José, Biguaçu, Canelinha e Nova Trento, em razão dos fortes ventos que atingem a localidade, interrompeu o fornecimento de energia desses locais na tarde desta terça-feira (23). No pico da ocorrência, cerca de 13 mil unidades consumidores ficaram sem luz. No momento, as equipes de emergência da distribuidora percorrem o circuito de energia dos municípios afetados para reparos da rede de distribuição e retirada dos galhos e objetos que atingiram o sistema. Até às 18h15, cerca de 7,5 mil unidades consumidoras permaneciam sem luz. As equipes continuam trabalhando até o restabelecimento completo da rede"

Leia também

Tarde de sol em Blumenau iguala a maior temperatura de 2021 na cidade

Joinville tem sensação de calor de 51°C nesta terça-feira

"Impressão que íamos ficar soterrados", conta vítima de desabamento em Joinville

Colunistas