Desespero. É assim que testemunhas relatam o momento em que um helicóptero caiu na tarde desta quarta-feira (19) na Praia de Canasvieiras, em Florianópolis. Um casal e o piloto da aeronave ficaram feridos e foram encaminhados ao pronto atendimento.

Continua depois da publicidade

> Receba notícias de Florianópolis e região no seu WhatsApp

O acidente ocorreu por volta das 17h. Segundo o empresário Gustavo Franke, que está passando férias na região, a queda ocorreu logo depois que ele e a namorada ouviram um estouro. 

— Nós estamos há uma semana aqui e sempre víamos o helicóptero sobrevoando por ali. Hoje, ele estava passando e ouvimos um estouro. Nisso, minha namorada até brincou ‘bah, só falta cair’. Foi quando eu levantei da cadeira, vi que ele perdeu altitude e comecei a gritar — diz. 

A cozinheira Camila de Souza Peccin, que trabalha em um quiosque que fica a cerca de 200 metros do local do acidente, relata que também estranhou o quão próxima a aeronave estava da água. 

Continua depois da publicidade

— Nós nunca vimos ele [helicóptero] naquela altitude. A gente viu ele vindo, com o barulho da hélice, que não estava girando como tinha que girar. Comentei [com o chefe] ‘está baixo demais’. Eu disse ‘vai cair, vai bater na água’. Foi só eu fechar a boca e caiu tudo — relatou em entrevista ao g1 SC

Já Josué Carlos Riechelmann, de 29 anos, que trabalha no local, disse que antes da queda o helicóptero parecia estar “descontrolado” no ar. 

— Parecia que ele estava tentando ou procurando um local para pousar, ou que ele perdeu o controle no ar. Quando vimos o susto do impacto [depois da queda], corremos para resgatar as vítimas — conta. 

O avião caiu por volta das 17h na praia de Canasvieiras, no Norte da Ilha
O avião caiu por volta das 17h na praia de Canasvieiras, no Norte da Ilha – (Foto: Tiago Ghizoni, NSC Total)
Em um primeiro momento, banhistas ajudaram a retirar os passageiros e o piloto do helicóptero
Em um primeiro momento, banhistas ajudaram a retirar os passageiros e o piloto do helicóptero – (Foto: Tiago Ghizoni, NSC Total)
Peças da aeronave se soltaram com a queda
Peças da aeronave se soltaram com a queda – (Foto: Vera Debastiani)
O avião ficou bastante danificado com a queda, mas nenhum dos ocupantes teve ferimentos graves
O avião ficou bastante danificado com a queda, mas nenhum dos ocupantes teve ferimentos graves – (Foto: Vera Debastiani)
Um número alto de pessoas que estavam na praia no momento da queda
Um número alto de pessoas que estavam na praia no momento da queda – (Foto: Vera Debastiani)
O atendimento foi feito, em primeiro momento, pelos guarda-vidas, e em seguida pelo Arcanjo
O atendimento foi feito, em primeiro momento, pelos guarda-vidas, e em seguida pelo Arcanjo – (Foto: Joice Ferrari da Costa)
Um número alto de pessoas que estavam na praia no momento da queda
Um número alto de pessoas que estavam na praia no momento da queda – (Foto: Tiago Ghizoni, NSC Total)
A aeronave caiu na parte rasa da água
A aeronave caiu na parte rasa da água – (Foto: Tiago Ghizoni, NSC Total)
O motivo da queda ainda não foi divulgado
O motivo da queda ainda não foi divulgado – (Foto: Tiago Ghizoni, NSC Total)
O helicóptero permaneceu no local mesmo após o resgate das vítimas
O helicóptero permaneceu no local mesmo após o resgate das vítimas – (Foto: Tiago Ghizoni, NSC Total)

Banhistas ajudaram no resgate

Logo após a queda, dezenas de pessoas foram até a água para ajudar no resgate das vítimas. Segundo o atendente Álvaro Enir Pereira, de 53 anos, foram os próprios banhistas que ajudaram a desvirar o helicóptero. 

Continua depois da publicidade

— A própria população tirou sobreviventes do helicóptero e ajudou a desvirar. Foi tudo muito rápido. Logo a guarda civil, os bombeiros, chegaram no local. Foi rápido — diz. 

Camila Peccin relata, ainda, que todos ficaram apavorados com a situação, principalmente pela quantidade de pessoas que estavam na água no momento da queda do helicóptero. 

— Nós ficamos apavorados, não sabiamos se tinha acertado alguém. Tinha muita gente saindo da água com criança — salienta. 

Aeronave tinha capacidade para cinco pessoas 

Em entrevista à NSC TV, os bombeiros informaram que a aeronave tinha capacidade para cinco pessoas, mas que levava apenas o piloto e dois turistas. Segundo a corporação, um casal fazia um voo paranômico quando o helicóptero teve uma pane no motor. 

Continua depois da publicidade

As vítimas foram encontradas conscientes e orientadas. Após receberem atendimento no local, elas foram encaminhadas ao pronto atendimento. 

Leia também: 

Três bairros de Florianópolis têm mais de 400 casos ativos de Covid; veja lista

Investigação do caso de turista queimado em Florianópolis deve ser rápida, cobra OAB

Quem era o homem que morreu atropelado em frente à Furb, em Blumenau

Destaques do NSC Total