No dia 21 de abril, é comemorado o Dia de Tiradentes. O feriado faz referência à morte de Joaquim José da Silva Xavier, mais conhecido como Tiradentes.

Continua depois da publicidade

Vamos relembrar sua história para entender quem era Tiradentes, por que o inconfidente é celebrado no dia 21 de abril e o que foi a Inconfidência Mineira.

Receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

21 de abril é feriado nacional?

Sim, a data é feriado nacional.

Continua depois da publicidade

O Dia de Tiradentes é comemorado no Brasil desde 1965. Em 9 de dezembro do mesmo ano, a lei nº 4.897 foi sancionada pelo presidente Castelo Branco, instituindo Joaquim José da Silva Xavier como Patrono Cívico da Nação Brasileira.

Quem foi Tiradentes

Joaquim José da Silva Xavier nasceu no dia 12 de novembro de 1746 na Fazenda do Pombal, anteriormente município de São João del Rei e atualmente município de Ritápolis, Minas Gerais. Ele foi chamado de Tiradentes pelo fato de ser dentista, mas ele também trabalhou como alferes da cavalaria de Dragões Reais de Minas, a força militar que atuava na Capitania de Minas Gerais e respondia à Coroa Portuguesa; comerciante e minerador.

Tiradentes foi um dos líderes da Inconfidência Mineira, movimento que se estendeu de 1789 a 1792, contra os altos impostos no Brasil.

Entre os presos, ele foi o único a ser executado.

Afinal, o que aconteceu na Sexta-feira Santa? Entenda o que significa a data

Brasil Colonial

Através da exploração do ouro em Minas Gerais, o Brasil produzia um grande lucro à Coroa Portuguesa. Além de quase todo o minério ser destinado à metrópole, a população sofria com a cobrança de altos impostos. O quinto, por exemplo, era o equivalente a aproximadamente 20% do total de ouro extraído.

Continua depois da publicidade

Após algum tempo, apesar de a capacidade de mineração ir reduzindo, a arrecadação de impostos aumentava. Os brasileiros lutavam para pagar os impostos.

Depois, Portugal instaurou a derrama: cobrança obrigatória dos quintos atrasados. Inclusive as pessoas que não podiam pagar o quinto poderiam ter seus bens materiais confiscados por oficiais.

Diante desse cenário, Joaquim José da Silva se inspirou na Revolução Francesa e começou a planejar um movimento de libertação em sua cidade natal: a Inconfidência Mineira, com o objetivo de libertar Brasil de Portugal. 

Páscoa e o significado de presentear com chocolate

Papel de Tiradentes na Inconfidência Mineira

O objetivo de Tiradentes era libertar o povo da opressão e o Brasil do domínio português. Assim, ele se aliou a coronéis, padres, poetas e advogados, para planejar um movimento contra a metrópole. Entre os membros da elite se destacavam o poeta mineiro Cláudio Manuel da Costa (1728-1789) e o poeta luso-brasileiro Tomás Antônio Gonzaga (1744-1810).

Continua depois da publicidade

O grupo lutava, principalmente, pela autonomia das capitanias, a independência da região e a instituição de um sistema de governo republicano.

A intenção era fazer um protesto no dia da derrama para alertar as pessoas sobre o plano de libertar o Brasil do domínio dos portugueses e, logo depois, prender o governador Visconde de Barbacena.

A Inconfidência Mineira eclodiu quando um dos membros do grupo, Joaquim Silvério, traiu o movimento. Para ter sua dívida de 700 contos perdoada, Joaquim denunciou o plano dos inconfidentes às autoridades.

Eles foram presos e, após o processo que durou três anos, todos foram acusados de traição à coroa portuguesa.

Continua depois da publicidade

Sentença proferida contra os réus, em 1792
Sentença proferida contra os réus, em 1792 (Foto: Arquivo Nacional)

Durante o processo, vários presos negaram ter participado da Inconfidência, exceto Tiradentes, que assumiu abertamente seu envolvimento. De acordo com alguns historiadores, muitos dos envolvidos denunciaram a liderança de Tiradentes na conspiração.

Em 1792, a sentença dos inconfidentes determinou a pena de morte por enforcamento a 10 presos. Porém, por meio da Rainha D. Maria I, 9 deles receberam o perdão e foram condenados ao degredo (expulsão do país), enquanto a sentença de morte para Tiradentes foi mantida.

Segundo historiadores, os fatos que podem ter contribuído para que sua sentença fosse mantida foram: por ele ter admitido abertamente sua participação na conspiração, o que fez dele um perigo para a corte. E por ele não ser parte da elite mineradora, não tendo influência na Coroa.

Chocolate pode fazer bem para o cérebro, dizem especialistas

Tiradentes foi enforcado na cidade do Rio de Janeiro, no dia 21 de abril de 1792.

Para evitar o surgimento de futuras rebeliões, a Coroa usou a execução de Tiradentes para demonstrar a força do império. Ele então foi enforcado, decapitado e seu corpo esquartejado em quatro partes em praça pública. Ele teve sua cabeça colocada em uma estaca e exibida na praça central da cidade.

Continua depois da publicidade

Partes de seu corpo foram colocadas à mostra nos principais centros urbanos de Minas Gerais e Rio de Janeiro. Além disso, Tiradentes teve todos os seus bens confiscados e sua casa foi queimada.

Foi a partir da Proclamação da República que a figura de Tiradentes como herói foi estruturada. Ele foi escolhido pelos republicanos que queriam exaltar republicanos brasileiros que se opuseram à monarquia. Ele então foi aclamado como um mártir do movimento republicano, sendo assim, um herói nacional.

Por isso, o dia do enforcamento de Tiradentes foi estabelecido como feriado, e sua imagem começou a ser retratada, várias vezes, semelhante à de Cristo crucificado, sendo exaltado como herói e mártir.

Os ideais de Tiradentes influenciaram o pensamento político brasileiro a lutar pela independência do Brasil, que foi conquistada 30 anos após a morte do inconfidente.

Continua depois da publicidade

Multas e pontos na CNH: veja as mudanças no Código de Trânsito

Cidades onde o 21 de abril é mais comemorado

As cidades mineiras Tiradentes, São João del Rei e Ouro Preto realizam celebrações em memória ao inconfidente no dia 21 de abril.

Tiradentes

A cidade histórica de Tiradentes recebeu esse nome em homenagem ao alferes.

Lá ocorreram fatos marcantes da história do país, como a Guerra dos Emboabas, de 1707 a 1709, entre paulistas e estrangeiros pelo direito de explorar as jazidas de ouro recém-descobertas na região do atual estado de Minas Gerais.

Anos depois, em 1789, a Inconfidência Mineira teve ramificações na cidade, que foi residência de Tiradentes.

Estátua de Joaquim José da Silva Xavier em Tiradentes, MG
Estátua de Joaquim José da Silva Xavier em Tiradentes, MG (Foto: Sylvio Bazote, Divulgação)

Nos anos anteriores, a cidade promoveu desfiles cívicos do 11º Batalhão de Infantaria de Montanha do Exército Brasileiro, Bombeiros Voluntários, Escolas Municipais, Orquestra e Banda Ramalho, chegada do Fogo Simbólico da Inconfidência – que sai de São João del Rei com destino a Tiradentes –, Toque de Silêncio executado pelos Clarins da Inconfidência e Homenagem ao Alferes pela cavalgada da Inconfidência.

Continua depois da publicidade

Ouro Preto

No dia 21 de abril, acontece em Ouro Preto a entrega da Medalha da Inconfidência em homenagem a Tiradentes. Nesta data, a cidade se torna simbolicamente a capital de Minas Gerais.

A cerimônia acontece na Praça Tiradentes, onde há um monumento ao inconfidente, e conta com a participação de várias autoridades, presidente, representantes políticos, artistas e personalidades de diversos segmentos da sociedade.

A cerimônia acontece desde 1952, quando Juscelino Kubitschek, então governador de MG, instaurou o dia da Medalha da Inconfidência. No dia 21 de abril, Tiradentes e a Conjuração Mineira são relembrados e a medalha da Inconfidência é entregue a personalidades de destaque. 

Com a pandemia da Covid-19, desde 2020 é realizado apenas um ato simbólico para homenagear o alferes, com a aposição de coroa de flores no monumento.

Continua depois da publicidade

Em 2020, por exemplo, um Dragão da Inconfidência carregou sozinho uma coroa de flores até o monumento a Tiradentes e um soldado executou o Toque de Silêncio.

Cerimônia de 21 de abril de 2020
Cerimônia de 21 de abril de 2020 (Foto: Ane Souza, Polícia Militar de Ouro Preto)

São João del Rei

No dia 21 de abril, a cidade natal de Tancredo Neves lembra sua morte e a de Joaquim José da Silva Xavier. O presidente também morreu nessa data e está sepultado no cemitério da Igreja de São Francisco de Assis na cidade.

O dia é marcado por missa, visitação ao cemitério da Igreja de São Francisco de Assis, ao Memorial Tancredo Neves, Cavalgada da Inconfidência, execução do Hino Nacional, hasteamento de bandeira, discurso do comandante do 11º Batalhão de Infantaria de Montanha e aposição de coroas de flores nas estátuas de Tiradentes e Tancredo Neves.

Estátua de Tiradentes em São João del-Rei, MG
Estátua de Tiradentes em São João del-Rei, MG (Foto: Arquivo Pessoal)

O Dia de Tiradentes é feriado nacional e modifica o funcionamento do comércio, bancos e repartições públicas em todo o país. 

Continua depois da publicidade

Devido à pandemia da Covid-19, as celebrações em homenagem a esse importante nome da história do nosso país serão transmitidas on-line, assim como aconteceu em 2020. 

Leia também

Thanksgiving ou Ação de Graças? Entenda a origem do feriado dos Estados Unidos

6 cachoeiras para visitar no Vale do Itajaí pagando pouco ou nada

Destaques do NSC Total