nsc
hora_de_sc

Infraestrutura

Três praias de Florianópolis terão faixa de areia alargada; saiba quais

Projetos estão sendo elaborados pela prefeitura; previsão de conclusão das obras é novembro de 2022

17/08/2021 - 10h47 - Atualizada em: 18/08/2021 - 17h03

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
Projetos precisam de licenciamento ambiental para obras iniciarem
Projetos precisam de licenciamento ambiental para obras iniciarem
(Foto: )

A prefeitura de Florianópolis elabora projetos para o alargamento da faixa de areia de três praias: Ingleses, Jurerê Tradicional e Armação. A previsão é que as obras fiquem prontas em novembro de 2022.

> Receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp

Projeto semelhante foi feito em Canasvieiras e entregue pela prefeitura em janeiro de 2020. Para execução das obras é necessário licenciamento ambiental e aval da Superintendência do Patrimônio da União (SPU) e da Capitania dos Portos.

> Casas invadidas por dunas nos Ingleses serão demolidas em Florianópolis, diz Defesa Civil

Segundo o secretário municipal de Infraestrutura e Mobilidade, Valter Gallina, o objetivo é elaborar até outubro o Estudo Ambiental Simplificado (EAS) dos projetos. Esse é o primeiro passo para buscar liberações ambientais junto ao Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA).

— Nós já estamos fazendo o EAS e o projeto para o aterro propriamente dito. [...] Neste momento o projeto não está pronto, mas o EAS está em execução — disse Galina.

Segundo o IMA, depois da apresentação da EAS, há um processo tríplice de licenciamento ambiental. A primeira etapa é a aquisição da licença prévia (LAP) que aprova a concepção e a localização do empreendimento.

Há ainda uma licença de instalação (LAI), que autoriza a atividade de dragagem da jazida e disposição do material na praia a ser alimentada. A licença de operação, neste caso, pode ou não ser emitida, considerando critérios técnicos do IMA.

A expectativa da prefeitura é receber as licenças até março do ano que vem. No mesmo mês, os projetos devem ser licitados. A ordem de serviço, considerando esse cronograma, deve ser emitida em agosto.

> UFSC anuncia retorno das atividades presenciais a partir de setembro; entenda como vai funcionar

— É uma obra de 120 dias, não é longa. A gente imagina deixar totalmente pronta para o verão. Ou seja novembro, início de dezembro do ano que vem — pontuou o secretário.

A obra nos Ingleses está orçada em R$ 20 milhões. Já Jurerê terá valor estimado em R$ 18 milhões e na Armação de R$ 10 milhões. A obra de Canasvieiras custou R$ 10,5 milhões ao município.

Armação terá engordamento natural

Diferente dos projetos Ingleses e Jurerê, a praia da Armação, no Sul da Ilha, terá um engordamento natural. A secretaria de infraestrutura elabora o projeto que deve passar pelas mesmas etapas de liberação antes do início das obras.

> Paralisação no IMA atrasa licenciamentos ambientais em SC

— Na Armação nós vamos fazer diferente. Além de desassorear o Rio Sangradouro nós vamos fazer um molhe lá. O molhe vai ter a função de fazer o engordamento da praia de maneira natural e não artificial como nós vamos fazer em Jurerê Tradicional. As ondas vêm, batem no molhe e trazem areia para a praia. É mais moroso, mas é o que é possível fazer lá dentro das nossas expectativas financeiras — comenta o secretário.

Veja o antes e depois do avanço do mar em Florianópolis

Leia também 

Motociclista dá salto mortal após colidir contra carro em Florianópolis; veja vídeo

Florianópolis vacina pessoas acima de 22 anos contra Covid nesta quarta

P12 confirma shows para o verão de 2022; veja a lista dos artistas

Colunistas