nsc
dc

Educação

UFSC anuncia retorno das atividades presenciais a partir de setembro; entenda como vai funcionar

Data para a volta das aulas nos campi ainda não foi definida

17/08/2021 - 07h13 - Atualizada em: 17/08/2021 - 10h00

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
Aulas presenciais foram suspensas na UFSC em março de 2020
Aulas presenciais foram suspensas na UFSC em março de 2020
(Foto: )

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) anunciou o retorno parcial de atividades presenciais a partir de setembro. Uma portaria publicada na segunda-feira (16) sinaliza o início da “Pré-fase 2”, onde setores da instituição vão funcionar das 8h às 18h.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

O objetivo neste momento é a preparação das equipes e dos espaços físicos. Nesta fase ainda não será possível realizar eventos ou confraternizações presenciais. As reuniões devem continuar remotas e o trabalho presencial será feito em regime de revezamento pelas equipes.

As aulas presenciais na UFSC estão suspensas desde março de 2020. Ainda não há uma data para o retorno dos alunos ao campus. Uma retomada semipresencial será analisada na “Fase 2”, que ainda não tem data para começar.

Testagem e monitoramento dos vacinados

A Universidade vai adotar uma série de medidas a partir de setembro. Entre elas estão uma política de testagem dentro da instituição, para o controle e monitoramento de possíveis contaminações. Análise dos indicadores epidemiológicos; medição dos níveis de CO2 nos ambientes para atestar a qualidade da circulação de ar.

O uso de máscaras PFF2 e N95 será obrigatório. Além disso, a universidade pretende monitorar a cobertura vacinal do corpo técnico e docente. Os trabalhadores da educação passaram a ser vacinados em maio desde ano.

> Volta às aulas: veja o que muda nas medidas contra a Covid-19 das escolas de SC

Segundo a UFSC, um levantamento preliminar apontou, em 16 de agosto, que 62% dos técnicos e docentes haviam sido vacinados em Florianópolis com a primeira e a segunda dose.

A expectativa é que em 20 de setembro pelo menos 75% dos técnicos e professores estejam vacinados com as duas doses.

Colégio de Aplicação e NDI

As aulas semipresenciais no Colégio de Aplicação e o Núcleo de Desenvolvimento Infantil (NDI) devem ser as primeiras a serem retomadas. A previsão é que isso aconteça entre o final de setembro e início de outubro.

No Colégio de Aplicação, a preparação dos ambientes inclui manutenção de pisos, portas e pinturas de salas. Toda a escola receberá marcação para orientar o distanciamento e será equipada com totens de álcool em gel.

> Estudantes criticam vestibular da UFSC sem prova presencial: “Foi um susto”

Uma tenda de isolamento será instalada para isolar algum caso suspeito até ser encaminhado à avaliação da Vigilância Sanitária.

Medidas semelhantes estão sendo planejadas pelo NDI, que atende 212 crianças de 0 a 6 anos e contemplará atividades presenciais, além de continuar com as propostas pedagógicas de aproximação virtual com as crianças e famílias – que já vêm sendo realizadas -, para as famílias que optarem por não retornar presencialmente.

Evasão escolar na pandemia

Leia também 

Servidora é afastada por esquecer criança de 2 anos em creche de Ibirama

Escola é fechada em Camboriú por causa de surto de Covid-19 entre alunos e professores

O que pode e o que não pode nas escolas de SC com a mudança no decreto da pandemia

Colunistas