nsc
santa

Fofura

Trigêmeos de Itajaí que perderam a mãe esbanjam fofura em ensaio de Natal; veja fotos

Bebês estão com dez meses e são cuidados pelo pai, a avó materna e uma tia

10/12/2021 - 08h21 - Atualizada em: 10/12/2021 - 10h39

Compartilhe

Talita
Por Talita Catie
O trio esbanja simpatia nas imagens
O trio esbanja simpatia nas imagens
(Foto: )

Os trigêmeos de Itajaí que perderam a mãe após o parto ganharam um ensaio fotográfico de Natal. Vitória, Breno e Valentina completaram 10 meses de vida e esbanjam simpatia. Eles fizeram duas sessões de fotos em novembro. Uma só deles e outra com o pai e os quatro irmãos. 

As imagens são de derreter o coração de tanta fofura.

> Acesse para receber as notícias do Santa por WhatsApp

Em entrevista ao g1, a fotógrafa Eliana Nazario, de 36 anos, que fez o ensaio e divulgou as fotos, disse que foi um momento especial para toda a família.

— É uma delícia fazer parte dessa história de alguma forma. Esse ensaio de família foi muito gostoso, porque sempre vinha só a tia com os bebês fazer as fotos. Dessa vez, o pai veio e as meninas vieram. A gente via a alegria no sorriso deles — afirma.

A mãe, Camila Cassimiro da Conceição, de 32 anos, morreu dois dias após o parto. Hoje, os filhos são cuidados pelo pai, a avó materna e uma tia. Além dos gêmeos, ela teve quatro filhas. Após ter duas filhas em gestações separadas, ela teve uma terceira gravidez de gêmeas e daí vieram os trigêmeos. 

Parto

Vitória, Breno e Valentina nasceram em 26 de janeiro de 2021, no Hospital Marieta Konder Bornhausen. Após o parto, a mãe precisou de uma intervenção cirúrgica e ficou em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Ela morreu dois dias depois.

Os bebês nasceram sem nenhuma dificuldade e não precisaram ir para a UTI. Eles foram para a casa três dias depois.

> "Vai dar tudo certo", diz pai de trigêmeos de Itajaí sobre criação dos filhos após morte da esposa

Solidariedade

Uma corrente do bem se formou para ajudar a família a cuidar das crianças. Uma vaquinha on-line arrecadou mais de R$ 200 mil para construir uma casa que comportasse a todos adequadamente. José Cardoso, o pai, também viu o lar ficar lotado de pacotes de fralda e latas de leite para atender as necessidades dos bebês.

— Só tenho a agradecer a todos vocês por essa ajuda maravilhosa, porque realmente eu não tinha condições de comprar — disse na época. 

Leia também

> Pesquisa inédita feita na Furb em Blumenau estuda efeito do canabidiol em autistas

> Trigêmeos que nasceram em Blumenau completam um ano e ganham ensaio fotográfico

> Mãe de quadrigêmeas morta após parto em SC sonhava com as filhas: "Quatro amorinhas"

Colunistas