nsc

Saúde

UFSC inicia desenvolvimento de vacina contra o novo coronavírus

Pesquisadores do Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia coordenam o projeto

09/07/2020 - 16h13 - Atualizada em: 09/07/2020 - 18h02

Compartilhe

Kadu
Por Kadu Reis
Pesquisadores da UFSC desenvolvem vacina contra o coronavírus
Pesquisadores da UFSC desenvolvem vacina contra o coronavírus
(Foto: )

Os doutores André Báfica e Daniel Mansur, pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina iniciaram o desenvolvimento de uma vacina contra o novo coronavírus. O projeto teve financiamento aprovado em chamada do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Não há prazo definido para a conclusão do trabalho.

— Nós desenvolveremos uma vacina recombinante, que tem como base uma vacina centenária e segura, a BCG, que protege contra a tuberculose. Nós temos uma rede de colaboradores nacionais e internacionais para desenvolvimento deste protótipo de vacina. Nossa hipótese é que essa vacina induz uma resposta imune com produção de anticorpos e linfócitos específicos contra o coronavírus — afirma o doutor André Báfica.

Anvisa autoriza testes para vacina chinesa contra Covid-19

O financiamento de R$ 1,7 milhões aprovado pelo CNPq contempla a contratação de bolsistas de desenvolvimento tecnológico para apoio aos grupos de pesquisa. O valor também irá permitir a aquisição de equipamentos e reagentes que a UFSC não possui. A ideia dos pesquisadores é de que os primeiros experimentos sejam feitos até janeiro de 2021.

— Estamos em fase inicial e desenhando as estratégias de combinação da BCG. Uma coisa que estamos felizes em compartilhar é que avançamos em vários alvos, que acreditamos que irão interferir na entrada do vírus na célula. Ainda não temos previsão de quando esta vacina estará pronta. Esperamos avançar e pelo menos saber se ela funciona ou não em modelos experimentais. Isso deve demorar de 1 a 2 anos — pontua Báfica.

Doutor André Báfica é um dos pesquisadores envolvidos no desenvolvimento da vacina
Doutor André Báfica é um dos pesquisadores envolvidos no desenvolvimento da vacina
(Foto: )

Por ter base em uma vacina existente, o projeto da UFSC pode vir a ser replicado em larga escala. Uma dificuldade ainda existente é que a verba alocada pelo CNPq não garante um laboratório com nível III de biossegurança (NB3), necessário para o desenvolvimento. Os pesquisadores buscam a captação de mais recursos para a aquisição dos equipamentos.

Florianópolis atinge 97% de ocupação nos leitos de UTI

Os pesquisadores

André Báfica é graduado em Medicina pela Universidade Federal da Bahia (2001), tem doutorado em Patologia Humana na Fundação Oswaldo Cruz (2006) e realizou pós-doutorado no National Institutes of Health, nos Estados Unidos. Atualmente é professor associado de Imunologia na Universidade Federal de Santa Catarina.

Daniel Mansur possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Minas Gerais (2002) e é doutor em Ciências Biológicas (Microbiologia-ênfase em Virologia) também pela UFMG. Fez pós-doutorado no Imperial College London, na Inglaterra (2007-2009). Foi pós-doutorando no departamento de Bioquímica e Imunologia da UFMG Atualmente é professor associado de Imunologia na UFSC.

Doutor Daniel Mansur participa do desenvolvimento da vacina
Doutor Daniel Mansur participa do desenvolvimento da vacina
(Foto: )

Estado e Itajaí terão que explicar ao TCE distribuição de remédios para covid sem comprovação

Colunistas