nsc
dc

Graduação

Enem, SiSU e vestibular presencial vão definir vagas em cursos de graduação da UFSC em 2021

Por conta da pandemia, ingresso na graduação no ano que vem será feito de três formas diferentes

10/12/2020 - 07h00

Compartilhe

Fernanda
Por Fernanda Mueller
Ingresso na graduação será feito pelo SiSU, Enem e vestibulares da UFSC
Ingresso na graduação será feito pelo SiSU, Enem e vestibulares da UFSC
(Foto: )

A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) definiu como será feita a seleção de candidatos às vagas dos cursos de graduação em 2021. A divisão das vagas será feita de diferentes formas: pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU), por médias do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), notas de vestibulares da UFSC e um vestibular presencial no segundo semestre do ano que vem, para vagas remanescentes.

> MEC muda para 1º de março aulas presenciais nas universidades federais

Segundo a UFSC, o Processo Seletivo Especial 2021 será dividido em diferentes processos. Serão ofertadas 30% do total de vagas pelo SiSU, como em todos os anos. Dos 70% restantes, metade das vagas semestrais e a totalidade das vagas anuais serão oferecidas no primeiro semestre do ano que vem desta forma: 70% usando médias do Enem (de 2017 a 2020) e 30% pelos resultados dos vestibulares da UFSC 2018 e 2018.2, 2019 e 2019.2 e 2020.

O candidato poderá escolher o ano para uso da nota do Enem e do vestibular da UFSC. Em relação à prova da universidade, serão considerados o número de acertos por disciplina e o peso de cada disciplina, que é determinado pelo Colegiado do Curso.

> Governo de SC detalha volta às aulas em nova portaria

As vagas remanescentes para ingresso no segundo semestre de 2021 serão ofertadas em um vestibular presencial, realizado pela Comissão Permanente do Vestibular (Coperve). A data ainda não foi definida, como explica a professora Maria José Baldessar, presidente da Coperve: 

— Estamos elaborando o cronograma para o vestibular tradicional que deve ocorrer em julho ou meados de agosto. De toda forma, a realização dele está condicionada às condições sanitárias.

Em novembro, a UFSC chegou a cogitar um plano sem que houvesse vestibular presencial em 2021. A ideia de suspender o tradicional processo seletivo de verão em função do avanço da pandemia do coronavírus em Santa Catarina foi mantida na decisão desta semana.

O risco pelo avanço da doença no Estado também motivou a suspensão das aulas presenciais até 22 de maio do ano que vem na universidade federal. A intenção da UFSC é manter esta decisão, mesmo com a nova medida do Ministério da Educação que muda para 1º de março a retomada das atividades presenciais das instituições federais de ensino superior.

Leia também:

> Sanitaristas cobram do Estado controle da pandemia e protocolo para volta às aulas

> UFSC cria projeto de cama hospitalar para trocar lençol automaticamente

> Professor da UFSC aparece em lista de jornalistas e influenciadores em relatório do governo

Colunistas