nsc
dc

Imunização

Vacina contra a gripe: tire suas dúvidas sobre a campanha 2021

Campanha começa no dia 12 de abril e segue até 9 de julho em todas as cidades de Santa Catarina

10/04/2021 - 06h00

Compartilhe

Lucas
Por Lucas Paraizo
Vacinação contra a gripe
Vacinação contra a gripe terá mudanças este ano por causa da pandemia do coronavírus
(Foto: )

A campanha de vacinação contra a gripe de 2021 terá diferenças em relação aos anos anteriores. Com a pandemia do coronavírus e a campanha de imunização contra a Covid-19 em andamento, o público-alvo da vacinação terá que tomar alguns cuidados e respeitar algumas mudanças.

> Calendário da vacina: veja dados da vacinação contra a Covid em cada município de SC no Monitor da Vacina

> Clique aqui e receba as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

Os órgãos de saúde destacam que a prioridade é para a vacina contra a Covid-19, mas a imunização contra os vírus da gripe segue mais importante do que nunca, diante do cenário de saturação da rede de saúde na pandemia.

Confira perguntas e respostas sobre a vacinação contra a gripe em 2021

Qual o período da campanha?

A ação nacional ocorre em todas as cidades entre os dias 12 de abril e 9 de julho de 2021.

Quem deve tomar a vacina?

A campanha de vacinação contra a gripe terá três etapas. Inicialmente, como o Estado recebeu apenas 226 mil doses do Ministério da Saúde, a vacinação acontecerá de forma escalonada, iniciando pelas crianças, gestantes, puérperas e indígenas. A vacinação dos trabalhadores da saúde iniciará com a chegada de mais doses.

- Primeira etapa (12/04 a 10/05): crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias); gestantes; puérperas; povos indígenas; trabalhadores da saúde;

- Segunda etapa (11/05 a 08/06): idosos com 60 anos e mais; e professores das escolas públicas e privadas;

- Terceira etapa (09/06 a 09/07): pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; pessoas com deficiência permanente; forças de segurança e salvamento, forças armadas; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso; trabalhadores portuários; funcionários do sistema prisional; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

> Vacinação da Covid em SC: locais, fases de aplicação, idades e tudo sobre

Posso tomar no mesmo dia as vacinas contra gripe e Covid-19?

Não. A orientação é que a pessoa priorize a vacina contra a Covid-19 primeiro. Depois disso, a gerente de imunização da Dive/SC, Arieli Schiessl Fialho, explica que as pessoas que foram vacinadas contra a Covid-19 devem respeitar um intervalo mínimo de 14 dias para tomar a vacina contra a gripe.

Existem efeitos colaterais depois da vacina?

Não. A vacina usada na campanha contra a gripe é segura e bem tolerada. Em poucos casos podem ocorrer manifestações de dor no local da injeção ou endurecimento. Isso pode ser associado a erro técnico de aplicação. Além disso, as pessoas que não tiveram contato anterior com os antígenos - substâncias que provocam a formação de anticorpos específicos - podem apresentar mal-estar, mialgia ou febre. Todas estas ocorrências tendem a desaparecer em 48 horas, o que ajuda a diferenciar possíveis efeitos colaterais da vacina de outras condições, como a própria Covid-19.

> Tire suas dúvidas sobre a vacina contra a Covid-19

Há alguma contraindicação da vacina? 

A vacina só não é recomendada para quem tem alergia à proteína do ovo - usada na sua fabricação. 

Posso tomar a vacina se estou com Covid-19?

Ainda não se sabe se a infecção pelo coronavírus pode causar algum problema na eficácia da vacina contra a gripe. Portanto, o Ministério da Saúde recomenda que as pessoas com confirmação ou suspeita de Covid-19 esperem a recuperação total do quadro, cerca de quatro semanas após o início dos sintomas ou do teste RT-PCR positivo.

Quantas doses eu devo tomar?

A vacina contra a gripe é aplicada em dose única anualmente.

Fui vacinado no ano passado, preciso tomar novamente?

Sim, a imunidade dura - após a vacina - de 6 a 12 meses. A composição da vacina e produção é anual, e pode mudar conforme os vírus que circularam no ano anterior. A vacina protege contra três subtipos do vírus: influenza A (H1N1); influenza A (H3N2) e influenza B.

Preciso levar a caderneta de vacinação?

Não é obrigatória a apresentação da caderneta de vacinação, mas este documento é necessário para atualização de outras vacinas do calendário de vacinação.

Os locais de vacinação são os mesmos?

Sim, as salas de vacinação dos postos de saúde continuam sendo a referência para a vacina contra a gripe. No entanto, por conta da campanha simultânea contra a Covid-19 e para evitar a aglomeração de pessoas, é recomendado que os municípios façam horários ampliados de atendimento e separem áreas específicas para cada imunização. É incentivada, também, a vacinação em locais diversos como escolas, praças, drive-thru e outros espaços disponíveis.

Qual a meta de vacinação?

A meta nacional da campanha é vacinar 90% do grupo prioritário. Em Santa Catarina, esse número equivale a cerca de 2,4 milhões de pessoas.

Haverá um Dia D da campanha de vacinação?

Diferentemente dos últimos anos, desta vez cada município poderá organizar o próprio Dia D da campanha, sem uma data específica para o Estado inteiro.

Leia mais

Especial: transformações na pandemia

Como funciona uma vacina?

Colunistas