nsc
an

Imunização

Vacina contra Covid: Joinville recebeu 33 mil doses a menos do que Florianópolis

Maior cidade do Estado só começou a receber mais vacinas do que a Capital na semana passada

10/06/2021 - 16h52

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Doses da vacina Coronovac contra a Covid-19
Doses da vacina Coronovac contra a Covid-19
(Foto: )

Joinville recebeu 33 mil doses da vacina contra a Covid-19 a menos do que Florianópolis desde o início da campanha de imunização em Santa Catarina. A diferença começou a cair na semana passada, quando a cidade mais populosa do Estado passou a receber mais doses do que a Capital na distribuição realizada pelo governo de SC.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Florianópolis tem uma população estimada em 508 mil habitantes, enquanto 597 mil pessoas moram em Joinville. Mesmo assim, a capital recebeu até agora 285.861 doses da vacina, a frente da maior cidade do Estado, onde foram entregues 252.299 doses. Esses números refletem também no andamento da vacinação nos dois municípios.

Segundo a atualização do governo do Estado, nesta quinta-feira (10), 39,4% da população de Florianópolis já recebeu a primeira dose da vacina contra a Covid. Deste total, 13% também tomou a segunda dose. Neste momento, a capital já abriu a imunização para pessoas com 54 anos ou mais, sem comorbidades.

> SC tem calendário para vacinação contra Covid por idade; veja quando será a sua vez

Em Joinville, a imunização avançou menos, com 24,7% dos habitantes já com a primeira dose, enquanto 9,77% também receberam a segunda. No entanto, a vacinação por faixa etária compreende ainda as pessoas com 55 anos ou mais, sem comorbidades.

A diferença na distribuição das vacinas entre as duas cidades começou a cair na semana passada, quando Joinville recebeu 3,5 mil doses a mais do que Florianópolis em um lote da Astrazeneca. Já nesta quinta-feira (10), com um novo lote da Astrazeneca e Pfizer, o Estado vai entregar para Joinville 10,3 mil doses a mais do que a Capital.

> As diferenças entre as vacinas da Pfizer, Astrazeneca e Coronavac

Diferença aconteceu nos grupos prioritários, diz Estado

Em entrevista à NSC TV Joinville, o superintendente de Vigilância em Saúde do Estado, Eduardo Macário, explicou que a capital recebia mais doses porque tinha mais pessoas nos grupos prioritários do que a maior cidade de Santa Catarina.

- Por exemplo, foram identificados (pelo Ministério da Saúde) 40 mil trabalhadores da saúde em Florianópolis. Em compensação, em Joinville foram pouco mais de 20 mil. Além disso, boa parte das forças de segurança e salvamento são lotadas e foram vacinadas em Florianópolis - detalhou.

> Joinville inicia vacinação da Covid para gestantes e puérperas com comorbidades

Macário ainda ressaltou que a vacinação da população acima de 60 anos já passou a ser baseada em critérios populacionais. Por isso, as duas cidades foram vacinadas de forma harmônica, de acordo com o superintendente. Segundo ele, a abertura da vacinação por faixas etárias possibilita a equalização no envio de doses para os municípios catarinenses.

Joinville deve passar a capital com vacina para indústria 

O secretário da Saúde de Joinville, Jean Rodrigues da Silva, corrobora com a explicação do superintendente do Estado. Segundo ele, a distribuição das vacinas desde o início foi pautada nos grupos priorirários e a cidade apenas estaria na frente se o critério tivesse sido per capita.

No entanto, ele acredita que Joinville deve passar Florianópolis em número de doses quando começar o próximo grupo prioritário, formado por trabalhadores da indústria. Segundo um levantamento da Fiesc, são 80 mil profissionais com atuação no setor industrial na cidade.

- Neste grupo, nós temos bem mais do que Florianópolis, então a tendência é passarmos eles. Isso se esses trabalhadores já não tiverem sido vacinados dentro do público por faixa etária - explica.

> Joinville teve 700 notificações de reações da vacina contra Covid; entenda os efeitos

A expectativa do secretário é de que a vacinação dos trabalhadores da indústria comece com a chegada de um novo lote de vacinas na semana que vem.

Além disso, Jean também já solicitou ao Estado que Joinville receba parte das 104 mil doses da vacina Janssen, que devem ser distribuídas para Santa Catarina na próxima semana. A orientação do Ministério da Saúde é de que a vacina fique nas capitais brasileiras, mas o governo de SC se prepara para distribuir aos municípios.

Leia também:

Plano de Joinville de informar já no agendamento qual vacina será aplicada ainda não se confirmou

Moradores de Joinville recusam vacina da Covid ao tentar escolher marca do imunizante

Colunistas