nsc
dc

Luto

Vereador de Caçador é um dos mortos em naufrágio em Laguna

Segundo o corpo de Bombeiros, além das mortes de Ricardo de Moraes Barbosa e de um amigo, uma pessoa está desaparecida e outras três foram salvas no acidente

14/01/2022 - 19h56

Compartilhe

Gabriela
Por Gabriela Ferrarez
O vereador de Caçador, Ricardo de Moraes Barbosa, de 48 anos, foi uma das vítimas fatais
O vereador de Caçador, Ricardo de Moraes Barbosa, de 48 anos, foi uma das vítimas fatais
(Foto: )

O vereador de Caçador, Ricardo de Moraes Barbosa, de 48 anos, e seu amigo Deivid Fernandes, de 29, morreram no naufrágio de uma lancha em Laguna, no Sul do Estado, nesta sexta-feira (14). A informação foi confirmada pelo Instituto Geral de Perígias (IGP). 

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Segundo o corpo de Bombeiros, além das duas mortes, uma pessoa está desaparecida e outras três foram salvas no acidente. Os bombeiros seguiram até o fim da tarde em buscas com uso de barcos e moto aquática. Até as 20h30, a vítima não havia sido encontrada.

Conforme os bombeiros, a lancha virou com as seis pessoas a bordo perto da região dos Molhes da Barra, por volta das 15h. Três foram encontradas agarradas à embarcação e resgatadas com vida.

Já Ricardo e Deivid estavam em “elevado grau de afogamento”, segundo os bombeiros, e foram levadas até o trapiche para receberem atendimento, mas não resistiram e morreram.

Em nota, a Câmara Municipal de Caçador, no Meio-Oeste, manifestou "profundo pesar" pela morte de Ricardo. O texto informa que ele passava férias com familiares e amigos no Sul de SC e o descreve como "empresário, liderança política e comunitária destacável, cidadão comprometido com as demandas de Caçador".

"Rogamos a Deus que dê força e console os familiares e amigos que hoje choram suas partidas", encerra a nota da Câmara.

Leia mais

Cabeleireira desaparecida no RS é encontrada morta em porta-malas no Sul de SC

Caminhoneira de SC vai passar por nova cirurgia, mas estado de saúde é estável, diz amiga

Golpe dos precatórios volta a ser aplicado em SC e provoca alerta das autoridades

Colunistas