nsc
an

Mundo Animal

Vídeo mostra resgate de jararaca em Jaraguá do Sul: "dá uma adrenalina", diz biólogo

Duas cobras da mesma espécie foram encontradas em residências da cidade

24/11/2021 - 06h00

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Cobra dormia sobre as lenhas do lado de fora da residência
Cobra dormia sobre as lenhas do lado de fora da residência
(Foto: )

Duas jararacas foram resgatadas em áreas externas de casas em Jaraguá do Sul na última segunda-feira (22). Um dos casos foi registrado em vídeo e divulgado pelo biólogo Christian Raboch, da Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente (Fujama).

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A cobra adulta dormia sobre as lenhas que estavam no lado de fora da residência. Nas imagens, é possível ver a reação agitada do animal.

- A jararaca geralmente dá uma adrenalina a mais, porque o bicho tem peçonha, né? Então, tem que ter um cuidado - disse Raboch, em entrevista ao g1.

Antes de pegar a serpente com a pinça de resgate, o biólogo chega a falar para os moradores que "não vai dá para dar bobeira, não". Ele contou ao g1 que precisou subir em uma mesa para retirar o animal do local.

No outro resgate, uma serpente filhote da mesma espécie foi encontrada no quintal de uma casa. Os dois animais foram soltos em área de mata, e longe da cidade, após os resgates.

- Desde filhotinho ela já nasce com peçonha para se alimentar. A cauda dela tem como se fosse uma larva de inseto. Então, ela fica toda enrodilhada mexendo e vem sapos, pererecas e rãs para tentar comer aquela larva, que na verdade é a cauda e ela vai se alimentando - explicou Raboch.

O que fazer em caso de picada?

- Caso seja picado por uma cobra, não se deve amarrar o local. Segundo o biólogo Christian Lempek, o torniquete pode aumentar o risco de necrosar o local e resultar até em amputação;

- Não se deve cortar o local, fazer perfurações ou sucção;

- O local da picada deve ser lavado com água e sabão;

- A vítima deve ser levada o mais rápido possível ao hospital;

- É importante tentar identificar a serpente (pode ser por foto, se possível), pois isso facilitará a escolha do soro antiofídico a ser aplicado.

Onde ligar

- Entre em contato com os Bombeiros (193) ou com a Polícia Ambiental da sua cidade (190);

- Em caso de acidente com serpente, entre em contato com o Samu (192), os Bombeiros (193) ou se dirija ao hospital público mais próximo;

- Em caso de dúvidas ou orientações sobre procedimentos de primeiros socorros, ligue para o Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Santa Catarina (CIATox/SC), pelo telefone: 0800 643 5252.

- Moradores de Jaraguá do Sul podem ter atendimento na Fujama pelo telefone (47) 3273-8008, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h.

Leia também:

Entenda as diferenças entre cobra-coral-verdadeira e falsa

Mais de 250 cobras já foram capturadas em Jaraguá do Sul em 2021

Cobra de jardim é venenosa? Conheça a espécie

Cobras venenosas em Santa Catarina; saiba mais e quais os cuidados

Colunistas