nsc
an

Educação

Volta às aulas em Joinville: máscaras e álcool gel marcam a retomada dos alunos

Metade dos estudantes retornou às salas de aula e a outra terá atividades em casa nesta semana

08/02/2021 - 08h41 - Atualizada em: 08/02/2021 - 10h25

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Alunos chegando na Escola Municipal Professora Lacy Luiza da Cruz Flores
Volta às aulas na Escola Municipal Professora Lacy Luiza da Cruz Flores
(Foto: )

Os 70,1 mil alunos da rede municipal de Joinville voltaram às aulas nesta segunda-feira (8) após o recesso de fim de ano. Ainda em meio à pandemia, as atividades presenciais foram retomadas com uma série de medidas de segurança para evitar a contaminação do coronavírus em 87 escolas e 73 Centros de Educação Infantil (CEIs).

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

Os alunos chegaram de máscaras, acompanhados dos pais e preparados para o início do ano letivo. A autônoma Tassiane Vicente decidiu permitir o retorno da filha Isabelly Rosa, de 8 anos, às atividades presenciais na Escola Municipal Professora Lacy Luiza da Cruz Flores, no bairro Itinga. Apesar das dificuldades por causa da pandemia, ela espera dias melhores em 2021.

- Nós tentamos dividir da melhor forma possível entre serviço e passar o conteúdo que a escola pedia porque ninguém estava preparado. Agora é esperar que as coisas melhorem e eles (alunos) consigam realmente aprender alguma coisa com qualidade porque também está sendo difícil para eles - afirmou.

> Volta às aulas nas escolas estaduais de SC será em 18 de fevereiro; confira calendário

A menina foi orientada sobre os cuidados necessários, como uso de máscara e de álcool em gel, além do distanciamento social e outras regras que terá de seguir enquanto estiver na escola. Mesmo com tantas novidades, ela se mostrava ansiosa para voltar às aulas.

- Estava sentindo mais falta de estudar e dos amigos - revelou.

O momento foi importante não apenas para os alunos, mas também para os professores. Edilza Hilntz leciona na escola Lacy Luiza da Cruz Flores e avalia o retorno como um momento importante e de emoção.

- Vejo esse momento com muita gratidão por poder retornar, estar com meus alunos na sala de aula. Esse contato do professor com o aluno, poder olhar nos olhos, é muito importante neste momento - contou.

Preocupação no retorno

As aulas retornam nesta segunda-feira, mas nem todos os pais mandaram os filhos para a escola. Isso porque o município liberou os pais para decidirem se permitiram o retorno das crianças e adolescentes.

No caso da dona de casa Andrea Pagotto dos Passos houve dúvidas sobre a decisão. Inicialmente, o risco de contágio por causa da pandemia a deixou apreendiva, mas após muita reflexão achou melhor liberar a volta dos filhos.

- No começo fiquei apreensiva, mas agora eu entendo que eles precisam voltar a estudar, então a gente coloca nas mãos de Deus de que vai dar tudo certo - explicou.

Segundo o filho Rafael, a diferença é muito grande entre as aulas presenciais e remotas. Ele contou que não conseguiu aprender direito no período em que permaneceu em casa no ano passado, mas espera que o aprendizado seja diferente em 2021.

Nesta semana, metade dos alunos retorna para as salas de aula, enquanto a outra realiza atividades em casa - os grupos fazem a troca na próxima semana. A chegada dos estudantes na escola Professora Lacy Luiza da Cruz Flores foi acompanhada pelo prefeito Adriano Silva, a vice Rejane Gambin e o secretário de Educação, Diego Calegari.

Alunos no pátio da Escola Professora Lacy Luiza da Cruz Flores
Alunos na Escola Professora Lacy Luiza da Cruz Flores
(Foto: )

Cuidados com máscaras, álcool em gel e temperatura

Na rede municipal, as escolas devem seguir algumas medidas de segurança para evitar a contaminação do coronavírus. Todos os alunos, professores e profissionais que entram nas unidades escolares têm a temperatura aferida, assim como todos os ambientes terão álcool em gel disponível para higienização das mãos.

> "Não pode abraçar o amiguinho": na volta às aulas, pediatra de Joinville sugere diálogo entre pais e filhos

Outra obrigatoriedade é o uso de máscaras para todos que entrarem na escola. Alunos, professores e funcionários deverão permanecer com a proteção durante o período integral. A responsabilidade de levar mais de uma máscara para a troca será de cada um.

As regras previstas em 2020 - como manter o cabelo preso, evitar usar acessórios pessoais, não compartilhar materiais ou objetos e levar garrafa de água de casa - estão mantidas. A Prefeitura conta com um canal para denúncias em caso de desrespeito às regras nas escolas.

> “Alunos devem vir com máscara de casa”, diz secretário de educação de Joinville

Colunistas