nsc
dc

Novas normas

Volta do público aos estádios de SC: veja tudo que você precisa saber

Regras valem apenas para os campeonatos da Federação Catarinense de Futebol (FCF)

14/09/2021 - 06h00 - Atualizada em: 14/09/2021 - 08h12

Compartilhe

Maria Eduarda
Por Maria Eduarda Dalponte
Clarissa
Por Clarissa Battistella
Volta de público nos estádios depende de regras contra Covid
Volta de público nos estádios depende de regras contra Covid
(Foto: )

Depois de um ano e meio sem público nos estádios do Brasil, Santa Catarina liberou a volta das torcidas nos jogos organizados pela Federação Catarinense de Futebol (FCF) a partir do dia 15 de setembro. Para que isso seja possível, porém, é preciso seguir os protocolos sanitários elaborados pelo governo do Estado, entre eles, a comprovação de esquema vacinal completo ou laudo negativo para a Covid-19.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

A medida não é válida para competições nacionais, como Brasileirão das séries A, B, C e D. Nesses campeonatos a decisão de ter ou não público nos estádios é da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). 

A entidade já tem um Protocolo de Recomendações Para Retorno do Público aos Estádios, mas depende da aprovação dos conselhos técnicos de cada competição. Além disso, os Estados precisam autorizar a medida.

As normas do governo de Santa Catarina são válidas apenas para o "futebol profissional", de acordo com a portaria publicada na noite de segunda-feira (13). Dessa forma, as competições que podem ter público no Estado são:

  • Campeonato Catarinense Série A (apenas em 2022)
  • Campeonato Catarinense Série B (final ocorre 15/09 e 19/09)
  • Campeonato Catarinense Série C (início: 25/09)
  • Copa Santa Catarina (início: 15/09)
  • Recopa Catarinense (apenas em 2022)

Como o Campeonato Catarinense de Futebol Feminino é considerado uma competição não-profissional, não será permitida a entrada de público durante os jogos. O mesmo ocorre para as categorias de base das duas modalidades. 

Além da autorização do Estado, para que haja público nos jogos, as prefeituras das cidades em que os estádios estão localizados precisam autorizar a realização das partidas.

- Os clubes terão um papel muito importante para que possamos avançar na vacinação e retornar à normalidade o quanto antes. A força dos times junto aos seus torcedores será uma aliada para a conscientização quanto à importância de completar a imunização - afirmou o governador Carlos Moisés.

Quem banca o turismo internacional do foragido Zé Trovão

Regras para ter público nos estádios

As regras do governo de Santa Catarina para a volta de público aos estádios envolve leva em consideração a capacidade de público sentado de cada estádio, observando o limite de ocupação simultânea de 30% das cadeiras por setor.

Em Joinville, por exemplo, onde a Arena tem capacidade total de 17,5 mil pessoas, serão permitidos apenas 5,2 mil torcedores de cada vez. Já em Chapecó, na Arena Condá, a capacidade é para pouco mais de 20 mil pessoas. Será permitida a ocupação simultânea de 6 mil torcedores.

Ainda será preciso seguir o distanciamento de 1,5 m e os clubes serão obrigados a informar os torcedores sobre todas as regras sanitárias.

A alteração dos parâmetros estabelecidos vão depender de nova avaliação do cenário da pandamia no Estado e da observação do efetivo cumprimento das normas sanitárias pelos torcedores e clubes. 

Cuidados individuais

O torcedor precisa necessariamente estar vacinado há pelo menos 14 dias com a segunda dose ou com a dose única da vacina contra a Covid-19. 

Também é possível optar pela apresentação de um laudo impresso do exame RT-PCR feito em até 72 horas antes da partida com o resultado negativo em estabelecimentos credeciados. 

Além disso, o uso de máscaras é obrigatório durante todo o período de realização do evento.

"Foi um choque muito forte", revela atleta de vôlei sobre acidente com 3 mortes em Lages

Seleção Brasileira estreia com vitória sobre o Vietnã no Mundial da Lituânia de Futsal

A comprovação da vacinação pode ser feita por meio de apresentação do comprovante de vacinação pelo aplicativo Conecte SUS — disponível para Android e IOS — ou ainda por meio de um comprovante, caderneta ou cartão de vacinação "impresso em papel timbrado emitido pela Secretaria Municipal de Saúde ou afins".

Ingressos e assentos numerados

Os ingressos devem ser vendidos preferencialmente por meio eletrônico e obrigatoriamente precisam ser nominais. 

Os torcedores só podem ocupar setores que tenham assentos numerados e todos precisam estar sentados. É proibida a presença do público em pé. 

Além disso, os portões devem ser abertos com, no mínimo, três horas de antecedência ao jogo para evitar aglomerações.

Cada estádio precisará ter um plano de contingência com a ocupação máxima do público, o calendário dos jogos, os fluxos de entrada e saída e as medidas pensadas para situações de urgência e emergência e de monitoramento de riscos.

Leia também

Festival de Dança de Joinville 2021 abre venda de ingressos; veja as datas e como comprar

Whindersson e Luísa Sonza tiveram encontro às escondidas no Rio, diz colunista

Zezé Di Camargo estreia iate de luxo em Balneário Camboriú

Colunistas