nsc
an

Transporte coletivo

Volta dos ônibus em Joinville: primeiro dia tem movimento de 23 mil passageiros

Média era de 130 mil pessoas, em dias úteis, no período pré-pandemia

02/09/2020 - 10h19 - Atualizada em: 02/09/2020 - 16h15

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Terminal central na manhã de terça-feira (1)
Terminal central na manhã de terça-feira (1)
(Foto: )

A volta dos ônibus em Joinville teve um movimento de 23 mil passageiros na última terça-feira (1), dia que marcou a retomada do transporte coletivo. O número representa 17% da média de 130 mil pessoas que usavam o serviço em dias úteis no período pré-pandemia. Outros detalhes do retorno serão divulgados nesta quarta-feira (2) pelas empresas Gidion e Transtusa.

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do A Notícia

O transporte ficou parado desde 20 de julho, quando foi suspenso pelo governo do Estado. Os ônibus agora voltam com regras específicas por causa do coronavírus. A lotação máxima permitida é de 40% da capacidade dos ônibus - menor do que em julho, quando eram permitidos até 60%. A redução do índice é uma maneira de tentar diminuir também a possibilidade de aglomeração dentro dos veículos. 

No total, de 56,1 mil lugares disponíveis, foram transportados 23,1 mil passageiros no primeiro dia. O número corresponde a 13,7 passageiros por viagem, entre pagantes e a integração física. Do total de 3,3 mil viagens realizadas, 27 ainda estão em análise. 

Os idosos agora têm permissão para utilizar o transporte dentro das possibilidades previstas no decreto de isolamento domiciliar. Hoje, as pessoas com 60 anos ou mais podem sair de casa apenas para trabalhar, comprar alimentos ou medicamentos e para receber atendimento médico.

> Isolamento obrigatório de idosos em Joinville deve ser revisto em setembro

Anteriormente, os idosos estavam proibidos de acessar os ônibus até a suspensão, em julho. No entanto, mesmo com a liberação do acesso neste momento, a prefeitura não recomenda o ingresso de idosos e pessoas integrantes dos grupos de risco nos veículos do transporte coletivo. A exceção é para casos de extrema necessidade.

Na retomada do transporte, as linhas e horários de ônibus também serão reduzidos. O critério adotado pelas empresas foi escolher linhas de menor movimento em relação à distância percorrida. Os horários podem ser consultados no site onibus.info.

> Empresas de ônibus de Joinville conseguem liminar e prefeitura terá de compensar prejuízos em dez dias

Colunistas