nsc
nsc

Opinião

Neve em SC: Estado mais frio do Brasil perde dinheiro sem infraestrutura

Compartilhe

Ânderson
Por Ânderson Silva
29/06/2021 - 10h24
Campos da Serra catarinense mostram o frio intenso
Campos da Serra catarinense mostram o frio intenso (Foto: Ricardo Wolffenbuttel/Secom)

Ano após ano, Santa Catarina perde dinheiro com o frio. Apesar do movimento de turistas na Serra Catarinense em dias como os atuais, principalmente quando a neve dá as caras, o potencial é muito maior. Mas o Estado não consegue absorver toda a demanda por falta de infraestrutura. Somos o local mais frio do Brasil, com o principal fenômeno da estação registrado praticamente todos os anos. Mesmo assim continuamos reféns de uma estrutura acanhada, ainda mais em comparação com outros pontos como o Rio Grande do Sul.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Historicamente, SC olhou mais para o verão do que para o frio. Os planos prioritários estiveram voltados para as praias, enquanto as regiões de frio ficaram em segundo plano. Resultado disso é a necessária e justificada expansão do Litoral, mas o enfraquecimento da Serra Catarinense. A união dos empresários e dos prefeitos locais não foi suficiente para corresponder ao tamanho que as cidades frias ganharam pelas redes sociais e mídia proporcionada pela neve constante.

Uma reportagem desta terça-feira (29) aqui no NSC Total mostra que tivemos na madrugada as temperaturas mais baixas do Brasil, mais uma vez. Isso comprova que os gestores catarinenses precisam monetizar o frio com mais qualidade. Obviamente que isso depende de parcerias entre o público e o privado, mas o público precisa abrir melhor as portas e criar oportunidades.

Ao mesmo tempo, a infraestrutura de mobilidade urbana precisa ser ampliada e melhorada. Seja por terra ou pelo ar, o acesso à Serra Catarinense ou cidades do Meio-Oeste onde o frio também é característico deve ser facilitado. Isso é questão básica e até de sobrevivência do turismo local.

Neve em SC no meio da tarde surpreende turistas em Urupema: "Lindo e emocionante"

O que não se pode é perder dinheiro com tamanha capacidade de SC para o frio. Nenhum Estado tem as belezas naturais catarinenses. No caso da Serra do Rio do Rastro, por exemplo, a infraestrutura está aliada à natureza, o que credencia o local como um dos mais bonitos do Brasil. Mas ele pode ser melhor explorado.

Quando olhamos para os vizinhos gaúchos, observamos que há exemplos de cidades como Canela e Gramado, altamente desenvolvidas e léguas na frente dos municípios catarinenses quando o assunto é estrutura para atender os turistas. Obviamente que o modelo de SC não precisa ser igual ao aplicado na Serra gaúcha, até porque grande parte do potencial catarinense vem das belezas naturais, enquanto em Gramado, por exemplo, houve muito investimento em estruturas comerciais.

Serra Catarinense: conheça 5 cidades para visitar no inverno

Portanto, não há mais tempo a perder. Santa Catarina já está atrasada e só perde enquanto deixa a infraestrutura paralisada. Obras como o asfaltamento da Serra do Corvo Branco, anunciada pelo governo neste mês, são importantes e devem se somar a iniciativas econômicas de atração de investidores. O potencial está disponível, basta utilizá-lo a favor do Estado.

Leia também:

Empresários do turismo de SC vão pedir volta do horário de verão a Bolsonaro

Pesca está proibida nas pontes de acesso à Ilha, em Florianópolis

Reações à Reforma da Previdência geram clima tenso entre policiais em SC

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Ânderson Silva

Colunista

Ânderson Silva

Colunista da NSC Comunicação, publica diariamente informações relevantes sobre as decisões que impactam o catarinense, sem esquecer dos bastidores dos poderes. A rotina de Florianópolis em texto e imagens também está no radar da coluna.

siga Ânderson Silva

Mais colunistas

    Mais colunistas