nsc
    nsc

    Medidas

    Pedágio na Praia do Rosa é estudado pela prefeitura para conter aglomerações

    Compartilhe

    Ânderson
    Por Ânderson Silva
    14/01/2021 - 07h40 - Atualizada em: 14/01/2021 - 17h13
    Aglomeração na Praia do Rosa, em Imbituba
    Aglomeração na Praia do Rosa, em Imbituba (Foto: Juarez Pacheco, arquivo pessoal)

    As aglomerações na praia do Rosa, em Imbituba, continuam gerando reclamações dos moradores e empresários locais. Uma reunião com a prefeitura e órgãos fiscalizadores debateu o tema nesta quarta-feira (13). A promessa é de que a fiscalização vai ser intensificada pelas polícias e o município. Mas a prefeitura também cogita implantar um pedágio no modelo de Taxa de Preservação Ambiental (TPA) também aplicado em Bombinhas para diminuir as aglomerações.

    > Vacinação contra Covid-19 em Santa Catarina deve começar no dia 20 de janeiro

    > Florianópolis e Balneário Camboriú puxam aumento de casos ativos de coronavírus no Litoral de SC

    A informação foi dada pelo prefeito Rosenvaldo Junior. Segundo ele, a medida é estudada para controlar o acesso à praia do Rosa e à região do Ibiraquera, ambas muito frequentadas por turistas. Na prática, porém, a instalação da TPA em Imbituba pode enfrentar barreiras.

    A principal delas é a proposta aprovada na Assembleia Legislativa (Alesc) no final de 2020 que proíbe a implantação da cobrança. Bombinhas conseguiu na Justiça o direito de permanecer com o sistema, mas novos projetos podem ser barrados pelo texto do deputado estadual Ivan Naatz (PL).

    > Praia do Rosa terá restrição de público durante o verão

    > Sobe de 10 para 13 o número de regiões de SC em risco gravíssimo para coronavírus

    Na reunião entre a comunidade de Imbituba e a prefeitura, a representante dos moradores levou uma carta aberta com prioridades e pedido de mais fiscalização. Um empresário dono de pousada afirmou que boa parte dos problemas está ligada à cladestinidade de alguns estabelecimentos. Ele cobrou punições severas.

    As polícias afirmaram que houve um aumento no número de ocorrências de 54,5% nesta temporada. Uma das propostas apresentadas pelas forças de segurança foi a implantação de grades entre calçadas e ruas para evitar aglomeração e o prejuízo ás equipes de fiscalização.

    Leia mais:

    > Imbituba proíbe o consumo de bebida alcoólica nas praias e espaços públicos durante a madrugada

    > Recuperar-se de Covid-19 pode dar imunidade a 83%, mas não evita transmissão, indica estudo

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas