Duas entidades jurídicas de SC, o Instituto dos Advogados de Santa Catarina (Iasc) e a Associação dos Advogados Criminalistas de Santa Catarina (Aacrimesc), apresentaram na sexta-feira (7) ao Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido para integrarem o processo que levou à anulação do habeas corpus concedido aos réus do caso Boate Kiss. As entidades querem ser aceitas como como “amici curiae” – expressão que designa a participação de órgãos públicos e entidades da sociedade civil em processos judiciais.

Continua depois da publicidade

Saiba como receber notícias do NSC Total no WhatsApp

Na petição, o Iasc e a Aacrimesc sustentam a inadequação da via processual, e firmam posição em defesa do habeas corpus como garantia fundamental de controle do poder punitivo estatal. O documento é assinado pelos presidentes do Iasc, Gilberto Lopes Teixeira; e da Aacrimesc, Deivid Willian dos Prazeres; e também pelos procuradores jurídicos, Adriano Tavares da Silva e Eduardo Herculano de Souza.

O habeas corpus foi suspenso no dia 14 de dezembro pelo presidente do STF, Luiz Fux, logo após a conclusão do julgamento do caso da Boate Kiss. O ministro reformou a decisão do desembargador José Manuel Martinez Lucas, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, que havia deferido liminar em habeas corpus para impedir a prisão imediata dos quatro réus. 

No tribunal do júri, eles foram condenados por homicídio e tentativa de homicídio pelas 242 mortes e mais de 600 feridos causados pelo incêndio na Boate Kiss, em Santa Maria (RS), na madrugada de 27 de janeiro de 2013.

Continua depois da publicidade

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz – NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz

Leia mais

Prefeitos avaliam negociar vacinas para crianças com a Pfizer

Caravelas-portuguesas invadem Litoral Norte de SC; espécie é mais perigosa que água-viva

Quanto custa alugar um apartamento de luxo em Balneário Camboriú no verão

Efeitos colaterais da terceira dose da Pfizer; veja reações mais relatadas

Por que o alargamento da praia em Balneário Camboriú atraiu tubarões

Destaques do NSC Total