O ministro do Desenvolvimento Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias, disse nesta segunda-feira (8) em palestra a dirigentes do Sebrae de todo o país, reunidos em Florianópolis, que a pasta estuda um financiamento de R$ 1,7 bilhão para fomentar pequenos negócios. O empreendedorismo é visto pelo governo como uma alternativa para a geração de renda e o combate à fome.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Wellington Dias disse que a execução do fundo está em fase de negociação com os bancos, e deve estabelecer que 2% dos financiamentos das instituições bancárias sejam voltadas exclusivamente ao fomento dos microempreendedores individuais, pequenas e micro empresas.

O ministro foi convidado pelo presidente nacional do Sebrae, Décio Lima, para selar a proposta de aproximar o órgão da responsabilidade social e de impulsionadora de desenvolvimento. A ideia é capacitar, por exemplo, os beneficiários, do Bolsa Família, para que enconterm uma nova alternativa de renda.

Sebrae mira no empreendedorismo como saída para desenvolvimento em encontro nacional

Continua depois da publicidade

– Além de cuidar dos mais pobres, a gente também tem que apontar um caminho para inclusão dessas pessoas, e são milhões, para que tenham oportunidade pelo emprego, mas também pelo empreendedorismo. Já tem muita gente com experiencia empreendedora – disse o ministro.

Welington Dias confirmou que a nova versão do Bolsa Família está pronta para estrear em junho, com distribuição de valores per capita. No momento, o Ministério está trabalhando na atualização do sistema para suportar as novas regras.

Leia mais:

Governo Lula erra ao “fazer graça” com vacina fake de Bolsonaro

Conheça a história dos símbolos do Brasil em homenagem ao 7 de Setembro

Decisão do TSE sobre Brusque liga o alarme para o senador Jorge Seif

Destaques do NSC Total