nsc
nsc

Análise

Feriadão no Litoral de SC tem lotação nas baladas e na UTI

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
06/06/2021 - 14h00 - Atualizada em: 07/06/2021 - 06h26
Fila para entrar em skatepark na Praia Brava, em Itajaí
Fila para entrar em skatepark na Praia Brava, em Itajaí (Foto: Reprodução)

A fila de espera para entrar numa balada da Praia Brava, em Itajaí, dobrando o quarteirão, é o retrato de mais um “feriadão da irresponsabilidade” em Santa Catarina. Mais uma vez, o Estado falhou em conter aglomerações e fiscalizar o descumprimento de regras básicas de contenção da pandemia.

Novo decreto em SC: o que está proibido e liberado até 15 de junho

A foto é do início da noite, ao redor de um conhecido bar e balada de skatistas. Mas o ‘fenômeno’ se repetiu em diversas baladinhas na praia, que funcionam livremente todo fim de semana, e também em outras cidades catarinenses.

Como estamos em meio ao feriadão, os “locais” e juntaram aos turistas que vieram de outros estados, como São Paulo e Paraná, onde há mais restrições do que em Santa Catarina neste momento. Para o turista que procura diversão, SC é “covid free”. 

Ocorre que, tão lotadas quanto as baladinhas, estão as UTIs. Santa Catarina continua em colapso, com 50 pessoas na fila de espera por um leito de terapia intensiva. Na Foz do Itajaí-Açu, onde as baladinhas “bombaram”, os hospitais públicos têm 100% de lotação nas UTIs, com 108 pacientes adultos com Covid-19 internados neste momento.

Diante das aglomerações, já é possível afirmar que os planos do Estado de manter as restrições como estão e aumentar a fiscalização falhou. E que usar a redução do horário de funcionamento desses estabelecimentos como medida de contenção não faz nenhum sentido se as festinhas, simplesmente, têm começado e terminado mais cedo.

O descontrole em SC ocorre sob ameaça de uma terceira onda, que já começa a refletir em aumento no número de casos ativos e de internações. O governo alega que o Estado já regrou as atividades e, agora, cabe a cada um “seguir os protocolos”. Mas diante de uma pandemia, em que as ações individuais refletem na segurança coletiva, a negligência do poder público premia os irresponsáveis.

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

Leia também:

Santa Catarina avalia eventos-teste para Covid-19 a partir de julho

Vacinação da Covid por idade vai começar em SC; serão oito grupos

Safra industrial da tainha em SC começa com poucos barcos e baixa expectativa

Livro com histórias sobre o “TJ de Santa Ignorância” vira polêmica judicial em SC

Animação mostra como será feito o alargamento da praia em Balneário Camboriú

Casal de mulheres poiderá registrar bebê gerado com inseminação caseira em SC

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas