nsc
nsc

Educação

Lei aprovada na Alesc tenta corrigir injustiça histórica com as mulheres

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
15/09/2021 - 06h20
Imagem antiga do Centro de Florianópolis
Imagem antiga do Centro de Florianópolis (Foto: Reprodução)

A Alesc aprovou nesta terça-feira (14) um projeto de lei que pode ajudar a fazer justiça histórica às mulheres em Santa Catarina. A proposta prevê que seja incluído no currículo de escolas públicas e privadas a história das mulheres do campo e da cidade que ajudaram a construir o Estado, em todas as áreas.

> Receba as principais informações de Santa Catarina pelo Whatsapp

O projeto de lei foi apresentado pela deputada Luciane Carminatti (PT), e teve coautoria das deputadas da bancada feminina. A ideia é corrigir a invisibilidade feminina na história e trazer, ao lado de figuras reconhecidas como Antonieta de Barros e Anita Garibaldi, outras mulheres que também participaram da história de Santa Catarina. Resgatar a presença feminina é um dos desafios da história, em geral eternizada por figuras masculinas.

> Vitrine do alargamento da praia em Balneário Camboriú, Barra Sul fica pronta esta semana

A proposta prevê a inclusão de mulheres de todas as etnias presentes no Estado, com especial atenção às mulheres indígenas, negras e quilombolas. As escolas poderão contar com a parceria de ONGs e institutos para ajudar a contar a história das mulheres catarinenses.

> Ministro assina convênio com Moisés nesta quarta para SC investir nas rodovias federais

Aprovado por 20 votos a cinco, o projeto de lei seguiu para sanção do governador Carlos Moisés. Se sancionado, as escolas terão prazo de um ano para se adaptarem.

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas