nsc
nsc

Saúde

Pedido de liminar pode obrigar União a pagar leitos privados em todo o país para SC

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
27/02/2021 - 09h10 - Atualizada em: 27/02/2021 - 09h24
SC recebeu pacientes transferidos de Manaus
SC recebeu pacientes transferidos de Manaus (Foto: Mauricio Vieira, Secom)

O Ministério Público Federal (MPF), Ministério Público do Trabalho (MPT) e Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) pedem uma liminar à Justiça para que obrigue a União a requisitar vagas de UTI em hospitais privados, em qualquer lugar do país, para atender pacientes que estão na fila de espera por um leito no Estado. Na sexta-feira, três pessoas que aguardavam a liberação de um leito morreram em Xanxerê, em um período de seis horas. 

> SC registra novos picos de casos ativos e de UTIs ocupadas em toda pandemia

A ação partiu da Regional Oeste do MPF, e tem como foco principal a sobrecarga do sistema de saúde na região. Os órgãos de controle trazem dados alarmantes: apontam que, até 14h de sexta-feira, 86 pacientes da região estavam à espera de um leito. No fim da tarde, quatro horas depois, eram 108 – 36 deles, em condições de saúde que não permitem transporte em ambulância.

> Acompanhe dados da vacinação em cada município de SC no Monitor da Vacina

> Painel do Coronavírus: saiba como foi o avanço da pandemia em SC

Em entrevista à coluna, o superintendente de Regulação da Secretaria de Estado da Saúde, Ramon Tartari, relatou uma situação que tem contornos dramáticos. Segundo ele, os pacientes que estão chegando às UTIs são mais jovens, sem doenças preexistentes, e estão em situação mais grave do que os que chegavam aos hospitais até meados de janeiro.

> Juízes pedem lockdown de 15 dias em Santa Catarina

A ação judicial ressalta que, desde o início do ano, pelo menos 197 pacientes foram transferidos da região Oeste para outras regiões do Estado por falta de vagas. E lembra que, recentemente, foram acionados os chamados “protocolos de desastre/grandes catástrofes” para fazer frente à explosão de casos e à pressão sobre o sistema de saúde. “É um verdadeiro absurdo que tenham de ser acionados um ano após o início do evento imprevisível”, pontua.

> Pacientes que chegam às UTIs em SC são mais jovens, mais graves e sem comorbidades

O documento compara a situação do Oeste com a de Manaus (AM), onde o Ministério da Saúde providenciou a transferência de pacientes para diversos estados – inclusive Santa Catarina.

“A curva de crescimento do número de pacientes aguardando entrada em UTI (em SC) é até mesmo maior do que lá (no Amazonas). Em menos de 24 horas, o número de pacientes aguardando leitos de UTI passou de 30 para 104 no estado, situação comparável apenas ao período mais agudo da crise no Amazonas, o que evidencia o potencial catastrófico de não intervenção imediata”, diz a ação.

> "Lockdowns de final de semana não servem", afirma cientista da Covid-19

> Órgãos de fiscalização recomendam lockdown por no mínimo 14 dias em SC

Além da busca de leitos, o pedido dos órgãos de controle incluem a disponibilização de UTIs aéreas para transferência segura de pacientes na região Oeste do Estado. Em caso de descumprimento, a ação sugere multa de R$ 1 milhão por dia à União. O pedido de liminar deu entrada na Justiça Federal em Chapecó, e ainda aguarda manifestação.

O pedido de liminar é assinado pelo procurador da República, Lucas Aguilar Sette, os procuradores do Trabalho, Mariana Casagrande e Marcelo Goss Neves, e os promotores do MPSC, Felipe Schmidt, Lia Dalmutt, Maycon Hammes e Michel Stechinski.

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas