nsc
nsc

Saúde

Seis em cada dez casos de Covid-19 em SC são de novas variantes

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
04/03/2021 - 18h56 - Atualizada em: 05/03/2021 - 22h11
Estado teve movimentação nas praias no Carnaval, dias antes do colapso total
Estado teve movimentação nas praias no Carnaval, dias antes do colapso total (Foto: Luiz Carlos Souza)

Um levantamento do Observatório Covid-19 da Fiocruz identificou que 63% dos casos de coronavírus no Estado são causados por novas variantes, mais transmissíveis. Nesta quinta-feira (4), a Diretoria Estadual de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive) confirmou os primeiros casos de transmissão comunitária da variante P.1, a variante brasileira.

> “Não enxergo outra alternativa”, diz procurador sobre lockdown a empresários

Foram analisadas cerca de mil amostras dos estados de Alagoas, Minas Gerais, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, de acordo com o protocolo desenvolvido pela Fiocruz Amazônia que detecta a presença das três ‘variantes de preocupação’– brasileira, sul-africana e do Reino Unido – em testes de RT-PCR. A avaliação contou com o apoio do Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Vigilância em Saúde e da Coordenação Geral de laboratórios de Saúde Pública.

> Entrevista de André Motta à Globonews retrata uma SC que não existe

A análise identifica alterações na proteína Spike, que conecta o vírus às células. Esta é uma característica comum às três variantes. Elas são consideradas mais transmissíveis porque registram uma carga viral mais alta entre os infectados.

No caso de Santa Catarina, seis a cada dez testes apontaram presença das ‘variantes de preocupação’. A prevalência é semelhante à de outros estados – dos oito avaliados, seis registraram variantes em mais da metade dos casos analisados. As exceções são Minas Gerais, com 30,3% das amostras testadas como positivo para a mutação e, Alagoas, com 42,6%.

> Brasil precisa de lockdown nacional e "extremamente restrito", diz Miguel Nicolelis

O que fazer

O comunicado emitido pela Fiocruz indica que, diante do quadro, é recomendada a aceleração da vacinação no país e medidas mais rigorosas para reduzir a circulação de pessoas . As recomendações incluem, ainda, implementação imediata de planos e campanhas de comunicação, fortalecimento do sistema de saúde e um ‘pacto nacional’ para o enfrentamento da pandemia no país. 

> Variante do coronavírus pode estar atrás de explosão de internações em SC

> Com saúde em colapso, Samu transfere mais de 50 pacientes por dia entre hospitais de SC

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas