nsc
nsc

dia de orgulho

TJSC diz que amor é direito de “todes” e provoca onda de preconceito

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
28/06/2021 - 17h34 - Atualizada em: 28/06/2021 - 18h30
Publicação do TJSC nas redes sociais
Publicação do TJSC nas redes sociais (Foto: Reprodução Instagram)

Uma publicação no perfil do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) nas redes sociais atraiu uma onda de comentários – alguns deles, agressivos - ao usar a linguagem neutra para lembrar o Dia do Orgulho LGBTQIA+. A mensagem que provocou a patrulha digital conservadora diz que “O direito de amar é de todes”.

Receba as principais informações de Santa Catarina pelo WhatsApp

Uma parte dos comentários que criticam a postagem faz referência à lei estadual, sancionada pelo governador Carlos Moisés (PSL), que proíbe o uso de linguagem neutra em Santa Catarina. Ocorre que a legislação diz respeito ao ambiente escolar e a documentos oficiais da administração estadual – critérios que não se aplicam a um post do Judiciário em rede social.

Alguns usuários da rede social reclamaram quanto à dispensa da norma culta da Língua Portuguesa na postagem. Esses comentários foram respondidos pelo TJSC:

“A expressão todes é própria da linguagem informal e neutra. E de nenhuma forma substitui a linguagem culta. Trata-se de uma rede social e é uma maneira de, neste dia, refletirmos sobre a importância da inclusão e do respeito com todas as identidades de gênero e com as pessoas que não se identificam com gênero nenhum”.

Publicação do TJSC
Publicação do TJSC
(Foto: )

Mas também houve alguns comentários que foram manifestações explícitas de preconceito, como este:

Comentário em publicação do TJSC
Comentário em publicação do TJSC
(Foto: )

Por outro lado, muita gente defendeu a publicação e celebrou a homenagem.

Comentário em publicação do TJSC sobre dia do orgulho LGBTQIA+
Comentário em publicação do TJSC sobre dia do orgulho LGBTQIA+
(Foto: )
Usuário celebra publicação do TJSC
Usuário celebra publicação do TJSC
(Foto: )

O dia 28 de junho é celebrado como Dia do Orgulho LGBTQIA+ em referência a uma abordagem violenta da polícia, em 1969 no bar Stonewall Inn, em Nova York. Durante décadas, gays eram proibidos de e reunirem em locais públicos na cidade. A data ficou marcada como um dia de luta contra o preconceito.

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina mantém um Grupo de Trabalho para discutir diversidades, que tem como objetivo o combate à discriminação, ao preconceito e expressões de desigualdade de raça, gênero condição física, orientação sexual e religiosa. 

Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

Leia também:

Efeitos colaterais da astrazeneca; veja os sintomas mais relatados

Justiça manda demolir seis andares de arranha-céu em Balneário Camboriú

SC oferece realidade paralela a Bolsonaro enquanto governo implode na CPI

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas