O histórico Marambaia Cassino Hotel, um ícone da arquitetura modernista em Balneário Camboriú, será transformado em portal de acesso a um grande empreendimento imobiliário, que inclui um edifício, área residencial de alto padrão e hotel de luxo.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

O projeto, revelado em primeira mão pela coluna em fevereiro do ano passado, acaba de chegar ao Conselho da Cidade de Balneário Camboriú – fase fundamental para aprovação. A proposta prevê a manutenção do simbólico prédio redondo, de frente para a Avenida Atlântica. Mas o edifício que fica na área posterior, mais recente, será demolido.

– O novo Marambaia se integrará à atmosfera urbana da cidade, com um projeto arquitetônico que tem como ponto de partida a preservação do bloco redondo, como o coração de todo o empreendimento – diz Sheila Petri, gerente geral do Marambaia Hotel.

Primeiro hotel de luxo de Balneário Camboriú que hospedou até presidentes dá lugar a arranha-céu

Continua depois da publicidade

Construído em um momento histórico conturbado, em 1964 – ano da emancipação política de Balneário Camboriú – o Marambaia foi o primeiro hotel redondo do Brasil. O edifício é um marco da arquitetura modernista brasileira, com grande importância histórica e arquitetônica. Estruturas semelhantes foram construídas, na mesma época, no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Belo Horizonte. O projeto é do arquiteto gaúcho Roberto Veronese.

Apesar da importância, no entanto, o prédio Marambaia nunca foi efetivamente tombado. A fachada circular foi protegida como área de interesse histórico do município pelo Plano Diretor aprovado em 2008, que deve ser rediscutido em breve. A medida era uma salvaguarda, mas não uma garantia definitiva de preservação.

Construção civil surpreende em Balneário Camboriú e ergue arranha-céu sem vigas

O projeto prevê que o icônico prédio redondo do Marambaia seja restaurado e reformado. Terá uma praça, jardim, e restaurante aberto ao público, além de um museu sobre Balneário Camboriú e uma área para exposições e eventos.

– É uma declaração de amor à toda comunidade, um presente para a cidade, que irá fortalecer todos os laços com a história da cidade e que irá garantir a continuidade de nossa história – diz Sheila.

Continua depois da publicidade

O edifício circular será “hall de entrada” para o complexo de edifícios, que prevê a construção de um hotel de luxo com 252 quartos e área residencial com 146 apartamentos, também de alto padrão.

Essa junção entre hotelaria e área residencial é uma inovação em Balneário Camboriú, onde a dupla função dos edifícios era proibida por lei. A mudança era uma demanda antiga do setor hoteleiro, que se viu “engolido” pela construção civil ao longo dos últimos anos.

A tramitação do projeto prevê audiência pública e aprovação nos órgãos responsáveis na prefeitura. Até o final desse processo, a proposta pode ser alterada.

Continua depois da publicidade

Leia também

Fábrica de arranha-céus leva Balneário Camboriú a Miami

Kitnet mais cara do Brasil em Balneário Camboriú tem vista inusitada por motivo curioso

Cristiano Ronaldo perde em Balneário Camboriú batalha por cobertura de R$ 50 milhões

Quais são os endereços de Cristiano Ronaldo em Balneário Camboriú

Destaques do NSC Total