nsc
nsc

Rodovia

A conclusão da BR que preocupa prefeitos do sul de SC

Compartilhe

Denis
Por Denis Luciano
23/06/2021 - 18h33 - Atualizada em: 23/06/2021 - 18h40
Ermo, pequena cidade de 2 mil habitantes que sofrerá com fluxo pesado
Ermo, pequena cidade de 2 mil habitantes que sofrerá com fluxo pesado (Foto: Divulgação)

O Ministério da Infraestrutura cumpriu nesta quarta-feira (23) mais uma importante etapa rumo à conclusão das obras da BR-285 na Serra da Rocinha, entre Timbé do Sul e a divisa com o Rio Grande do Sul. O ministro Tarcísio Gomes de Freitas confirmou o repasse de R$ 15 milhões, dos R$ 30 milhões que faltavam, para cobrir os custos da conclusão do trecho.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

- O ministro está sendo parceiro. Ele segue reforçando que vai inaugurar a estrada no fim do ano. Esse repasse, de metade do valor pendente, foi importante, nos dá um bom fôlego para a obra continuar - avalia o prefeito Roberto Biava (PP), de Timbé do Sul. 

Os R$ 15 milhões foram removidos de recursos que estavam previstos para manutenção de outras rodovias. A confirmação dessa operação foi repassada pelo ministro à deputada federal Ângela Amin (PP), coordenadora do Fórum Parlamentar Catarinense.

- E o ministro Tarcísio está buscando com o presidente Jair Bolsonaro a liberação da verba que falta. A meta do governo é inaugurar a BR-285 no fim do ano. Precisamos também contar com a colaboração do clima, já que cada dia de chuva equivale a quatro dias de obra parada - pondera o prefeito de Timbé do Sul.

Embora a ameaça de falta de recursos, o consórcio Setep/Ivaí/Sotepa não chegou a retirar máquinas do trecho nem suspender atividades. - Falta 1,3 quilômetro de pavimentação da estrada, e esse trecho e outros pequenos de obras de contenção, para não haver deslizamentos na pista - informa Biava. O prefeito está preocupado com o atraso no cronograma de obras no trecho do Rio Grande do Sul da BR-285. - Pelo que sabemos, não saiu a ordem de serviço ainda - observa.

> "Vamos arrumar uma solução", aponta ministro da Infraestrutura sobre BR-285, no sul de SC

Obra na BR-285 está mais que 95% concluída
Obra na BR-285 está mais que 95% concluída
(Foto: )

Uma nova preocupação

Com a BR-285 pronta, vem à tona mais uma inquietação no extremo sul de Santa Catarina. - É que o Dnit calcula que serão 6 mil carros e caminhões circulando todo dia na região. O Porto de Imbituba calcula que receberá 400 a 500 caminhões por dia que virão pela BR-285. E a nossa região não está preparada para receber esse tráfego todo - relata Biava.

Acontece que a extensão da BR-285 a partir de Timbé do Sul em direção a Araranguá compreende a SC-285, um trecho que precisa ser federalizado. - Conversamos com o Dnit, eles estão federalizando algumas rodovias no oeste e a nossa ficará para depois. Não tem previsão ainda - comenta o prefeito.

> Em 45 dias de pedágio, o desvio de caminhões continua no Sul de SC

A preocupação é que esse fluxo, avançando pela SC-285, cruzará as áreas urbanas de Turvo e Ermo. - Em Turvo, vai dividir a cidade no meio, em Ermo também, isolando escolas e unidades de saúde, de um lado para outro. Vai ter momentos que essa fila será um comboio, trancando as cidades. Precisamos de alternativas - antecipa.

Prefeitura de Ermo fez recente manutenção na SC-285
Prefeitura de Ermo fez recente manutenção na SC-285
(Foto: )

> Alvo de investigação, Ricardo Salles deixa cargo de ministro do Meio Ambiente

E um grupo de prefeitos da região já aponta para uma opção. Na próxima terça-feira (29), cinco prefeitos estarão reunidos em Timbé do Sul para unificar o discurso, redigir um documento e solicitar audiência ao governador Carlos Moisés para pedir a pavimentação da estrada municipal, hoje em chão batido, que liga Timbé do Sul a Morro Grande. 

- É um trecho de 12 quilômetros, que se asfaltado, poderá absorver boa parte desse trânsito de caminhões, que a partir de Morro Grande poderão ir a Meleiro e Araranguá, chegando à BR-101 em boas condições, e tirando o trânsito pesado de dentro de Turvo e Ermo - detalha Biava. 

O trecho que os prefeitos vão pedir para o Governo do Estado asfaltar
O trecho que os prefeitos vão pedir para o Governo do Estado asfaltar
(Foto: )

- Essa estrada é quase que totalmente em Timbé do Sul. Estamos firmando um convênio com Morro Grande para que o maquinário dos dois municípios possam atuar no trecho, para agilizar essa obra, que julgamos prioritária. Hoje ela é trafegável, mas precisa do asfalto - complementa. Estão envolvidos no projeto os prefeitos de Timbé do Sul, Morro Grande, Turvo, Ermo e Meleiro.

Leia também:

> Calçadão duplicado e uma nova plataforma nos planos do Balneário Rincão

> Da Estrada da Poeira a uma rota de romeiros em Criciúma

> Até dezembro, um renovado acesso Sul a Criciúma

Denis Luciano

Colunista

Denis Luciano

Jornalista com longa experiência no rádio e no digital, Denis Luciano aborda os principais assuntos do Sul catarinense, uma das regiões mais relevantes no Estado.

siga Denis Luciano

Denis Luciano

Colunista

Denis Luciano

Jornalista com longa experiência no rádio e no digital, Denis Luciano aborda os principais assuntos do Sul catarinense, uma das regiões mais relevantes no Estado.

siga Denis Luciano

Mais colunistas

    Mais colunistas