Duas grandes empresas que atuam em SC com eletrodomésticos da linha branca, a varejista Koerich, e a multinacional Whirlpool, dona das marcas Consul e Brastemp, se uniram para uma ação conjunta voltada à sustentabilidade e redução de custos. A partir desta segunda-feira (22), oferecem no Koerich venda de refrigerador e máquina de lavar roupas com desconto para quem entrega o produto antigo.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total pelo Google Notícias

O desconto vai variar de R$ 600 a R$ 200. Essa ação conjunta também tem o diferencial da logística reversa, ou seja, na hora que a empresa entrega o eletrodoméstico novo, recolhe o antigo para reciclagem adequada.

– Nosso objetivo é estarmos cada vez mais conectados com os nossos consumidores e atendendo as demandas de mercado. Assim, unimos forças com a fabricante e entregamos facilidade ao consumidor, além de impacto financeiro, uma vez que os produtos podem ter até R$600 reais de desconto, além de contribuirmos para o descarte correto dos equipamentos. A iniciativa vai ao encontro de ações em prol da sustentabilidade – explica Eduardo Koerich, diretor comercial das Lojas Koerich.

A substituição de um eletrodoméstico antigo por um novo, com selo Procel de eficiência energética, reduz a conta de luz. Segundo informações da Agência Brasil em setembro do ano passado, um refrigerador novo pode consumir até 70% mens energia do que um antigo. Isso reduz a conta de luz das famílias já que esse eletro responde por cerca de 30% do consumo de boa parte as famílias do país.

Continua depois da publicidade

Novas regras para fabricantes

O Ministério das Minas e Energia publicou em dezembro do ano passado (2023) o Programa de Metas para Refrigeradores e Congeladores, que exige padrão internacional de eficiência energética.

As novas normas são para os produtos vendidos no Brasil, por isso devem ser cumpridas por fabricantes do país e do exterior. Elas entraram em vigor no início deste ano e vão até 2027.

Assim, a partir de 2028, os produtos deverão ser 17% mais eficientes do que os que estavam disponíveis no mercado no fim do ano passado.

O ministério informou que dos 25 modelos de refrigeradores de uma porta disponíveis no mercado em dezembro, 17 já cumpriam as novas normas. Ainda segundo a pasta, o custo a mais ao consumidor não será grande, foi estimado em R$ 350 por produto frente aos preços de dezembro.

Continua depois da publicidade

Leia também

Aço importado causa guerra de pressões de indústrias ao governo

Como cidade de SC investe em música para tornar economia bilionária

“Representantes de 12 regiões americanas virão discutir investimentos”, diz embaixadora dos EUA no Brasil

Multinacional de SC adquire empresa na Alemanha

Governo de SC e embaixada dos EUA no Brasil firmam parceria permanente em áreas prioritárias

Destaques do NSC Total