nsc
nsc

Espécie ameaçada

Corte de araucária centenária em Blumenau gera investigação

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
02/11/2021 - 11h04
Corte foi autorizado pela Defesa Civil porque a árvore estaria doente
Corte foi autorizado pela Defesa Civil porque a árvore estaria doente (Foto: Acaprena, Divulgação)

O corte de uma araucária centenária na Rua Itajaí, em Blumenau, está sob investigação do Ministério Público. A pedido da promotoria, uma equipe da Secretaria Municipal do Meio Ambiente Sustentável (Semmas) irá ao local na manhã desta quarta-feira (3) para averiguar a necessidade de remoção da planta, que ficava em um estacionamento. O corte, no mês de outubro, foi autorizado pela Defesa Civil sob o argumento de que a araucária estava doente. 

> Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp.

A Associação Catarinense de Preservação da Natureza (Acaprena), que foi convidada a acompanhar a visita ao terreno, no Vorstadt, questiona se houve análise técnica que justificasse a medida drástica.​

— Quando é uma questão emergencial, a Defesa Civil pode mandar cortar. Não era o caso. O cidadão deveria requisitar para o órgão ambiental avaliar — critica o ambientalista da Acaprena Leocarlos Sieves.

A árvore, plantada ainda no século XIX, segundo a Acaprena, ficava no meio de um terreno onde funciona um estacionamento, próximo ao Hospital Santo Antônio, mas longe da calçada. Desde 2016, a araucária está na lista de espécies ameaçadas de extinção do Ibama. O procedimento no Ministério Público foi aberto pelo promotor regional do Meio Ambiente, Leonardo Todeschini.

Rua 7 de Setembro

Outro corte de árvore em área urbana de Blumenau mobiliza os ambientalistas da Acaprena desde abril. Um exemplar da espécie viburno que ficava na esquina da Rua 7 de Setembro com a Namy Deeke e oferecia sombra aos pedestres que aguardavam o sinal para atravessar, desapareceu num domingo de manhã. Depois de meses tentando acesso a câmeras da Polícia Militar, do Seterb e de imóveis comerciais, a associação conseguiu imagens dos quatro homens que removeram a planta, no dia 18 de abril.

Os vídeos foram entregues à Polícia Civil, que investiga a situação. Porém, eles não foram suficientes para identificar a placa do veículo usado pelos responsáveis.

Comentário

Está fácil demais cortar árvores em Blumenau. Se uma araucária histórica vem ao chão sem grandes contratempos, que autoridade dará importância ao desaparecimento de um arbusto no passeio público?

Habitada há 171 anos, uma das cidades mais quentes de Santa Catarina ainda não aprendeu o valor da arborização.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto no WhatsApp. Basta clicar aqui.

Leia também

Fábrica da Eisenbahn em Blumenau prioriza produção de cerveja dos EUA

Calçadão muda cenário da Prainha, em Blumenau, e gera controvérsia

Projeto quer transformar a Ponte dos Arcos de Blumenau em ponto turístico

Perda da decoração de Natal em Blumenau prova que burocracia nem sempre é ruim

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas