nsc
nsc

Aliança selada

MDB apoiará a candidatura de Mário Hildebrandt nas Eleições 2020 em Blumenau

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
10/09/2020 - 17h18
Candidatura à reeleição de Hildebrandt tem o apoio de partidos com estrutura em Blumenau
Candidatura à reeleição de Hildebrandt tem o apoio de partidos com estrutura em Blumenau (Foto: Patrick Rodrigues, BD)

O MDB de Blumenau decidiu apoiar a candidatura do prefeito Mário Hildebrandt nas Eleições 2020. Uma reunião na noite desta quarta-feira (9) entre o candidato à reeleição e o diretório da legenda selou a aliança no município.

Segundo o presidente do MDB, Daniel Hostin, os integrantes do partido ouviram os planos do atual prefeito para uma eventual segunda gestão e, em seguida, discutiram internamente os rumos do partido. Ao final, os emedebistas decidiram encerrar negociações com outras candidaturas. Na convenção, marcada para sábado (12), o partido deve oficializar a coligação com o Podemos.

Além do MDB e do Podemos, Hildebrandt terá a seu lado outros dois partidos com estrutura no município: o Solidariedade e o PSDB. O candidato a vice-prefeito ainda não está definido, mas a tendência é que saia do ninho tucano.

> Quer receber as notícias de Blumenau e região via Whatsapp? Clique aqui e entre no grupo do Santa.

Naatz isolado

A decisão também expôs o isolamento político do pré-candidato do PL, Ivan Naatz, que havia convidado o MDB para compor chapa. Na segunda-feira (7), Naatz esforçou-se para divulgar o convite que fizera à médica Lisiane Anzanello (MDB) para ser a candidata a vice. O deputado estadual deixou a reunião animado, dizendo que a coligação estava 99% fechada. Mas os emedebistas não compartilhavam da mesma empolgação.

Ao perceber que o tradicional partido acabaria fechando com Hildebrandt, Naatz divulgou uma nota, quarta-feira (9), informando que a Executiva do PL havia vetado o casamento com o MDB — embora nem noivado houvesse. Por enquanto, o PL segue com a opção de lançar chapa pura.

Esquerda

O PCdoB fechou questão para lançar o médico Mário Kato candidato a prefeito. A convenção do partido deve deixar em aberto apenas a indicação do vice.

A cúpula do PCdoB trabalhava para tentar unificar a esquerda em uma coligação tendo João Natel (PDT) na cabeça de chapa. Nos últimos dias, no entanto, cresceu a chance de que a esquerda lance três ou até quatro candidaturas.

Além de Kato e Natel, mantêm a disposição de concorrer Ana Paula Lima (PT) e Geórgia Faust (PSOL).

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas