A duplicação da BR-470 tem condições de ser concluída em 2024. Essa projeção foi apresentada pelo Ministério dos Transportes, quarta-feira (1º), durante reunião com a bancada catarinense e o governador Jorginho Mello (PL), em Brasília. Ela antecipa em um ano o prazo de entrega previsto pelo governo Jair Bolsonaro (PL) no orçamento federal enviado ao Congresso — o que já era considerado pouco factível.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp

A BR-470 tem hoje 35 quilômetros de pistas duplas, 48% do total. Levou quase 10 anos para chegar nisso. Para 2023, a meta é entregar outros 10, quase a metade até abril, dentro do cronograma de 100 dias apresentado pelo ministro Renan Filho em janeiro. Serão 3,7 quilômetros no lote 1, em Navegantes, e mais um quilômetro em Indaial, no lote 4. Para cumprir a promessa de encerrar a novela da duplicação em 2024, as empreiteiras teriam de construir 28 quilômetros em 12 meses.

Renan Filho disse às autoridades catarinenses que a empreitada será viável, do ponto de vista financeiro, se o Congresso aprovar a reforma tributária e o novo marco fiscal a ser proposto pela Fazenda. Também seria importante que Santa Catarina mantivesse o plano de investir um total de R$ 300 milhões na duplicação — até o momento foram pagos R$ 182 milhões às empreiteiras.

O resultado do encontro de SC com o ministro dos Transportes

Continua depois da publicidade

Mas o prazo é apertado até mesmo na hipótese de sobrar dinheiro. Entre as obras pendentes estão estruturas complexas que mal começaram, como os viadutos do Badenfurt, do Celeiro do Vale e da Rua Ari Barroso, em Blumenau; o acesso principal a Gaspar, o acesso à Rua Silvano Cândido da Silva e a transferência do posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) da Itoupavazinha para Indaial. É uma operação improvável, quase impossível.

Para a BR-470, o início do governo Luiz Inácio Lula da Silva (PT) notabiliza-se por metas ousadas demais. Situação que desperta uma inevitável sensação de déjà vu. Em bom português, já vimos esse filme.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto do Whatsapp

Leia também

Kleinübing é nomeado para cargo com supersalário no BRDE

O resultado do encontro de SC com o ministro dos Transportes

Tramontin aprova uso do fundo partidário pelo Novo: “Eleitor não deu bola”

Pesquisa mostra Blumenau com a gasolina mais cara de SC antes do aumento

Destaques do NSC Total